Friday, November 13, 2009

Amsterdam

Pense num lugar lindo. Muito lindo. E que deve ser mais lindo ainda na primavera. É a Holanda. Porque se você gosta de um lugar chovendo e com um clima que não ajuda muito, imagine então quando ele explode de tanta tulipa?

Minha relação com Amsterdam foi amor a primeira vista. Amei os canais, as bicicletas, os prédios tortos (essa cidade um dia vai cair, é sério), as paisagens, as pessoas (que eu sempre disse que são as mais gentis do planeta), a história, a relação com as artes e com a cultura.... Que cidade...

E quando achei que não haveria nada mais lindo, me deparo com Haarlem, Delft e Haia. Cidades lindas `a sua maneira, charmosas e aconchegantes (e é claro que a hospitalidade da minha amiga Miranda ajudou muito). Aliás, essa é a forma como vejo a Holanda: aconchegante. E isso com chuva, dia cinza, e sem nem meia tulipa para me fazer feliz.

A ida a Haarlem valeu muito pela visita ao museu da Corrie Ten Boom, uma holandesa que durante a Segunda Guerra Mundial dedicou sua vida a acolher e esconder judeus em uma parede falsa no seu quarto, por amor a Cristo. A história é tão linda que enquanto a guia a contava, sem a menor discrição, me permiti chorar. Porque pessoas que abrem mão de si mesmas por amor sempre me comovem e estar em um lugar que foi usado por Deus para salvar vidas é muito significativo. Ficam aí as dicas do lugar, do livro e do filme que contam a história: The Hidding Place (acho que o filme é de 1971, mas dizem que é muito bom. O livro eu vou ler e conto depois).

Já Delft é um vilarejo lindo, fundado pelos idos de 1.200. Sabe aqueles lugares que parecem cenário de filme? É lá. Charmoso e totalmente convidativo. E sinceramente lugares que tem tanto peso histórico me trazem a noção do meu tamanho diante de algo tão anterior a mim. Os nossos problemas se tornam ínfimos perto de elementos vivos da História, ou melhor, que a contam. E talvez seja isso que tanto me fascina nesse continente.

Sobre Haia nem preciso dizer. Estar em uma cidade que tem tanto peso no cenário político mundial é muito interessante. Até nos fez lembrar dos nossos tempos de Mini-Onu, Harvard World Mun e Amun. Mas o que isso significa exatamente fica para outro post.

Só sei que amei esse lugar com tudo. Com sua História e seu presente. Amei a arquitetura antiga e os janelões que marcam tanto a atual. Amanhã saímos daqui rumo a Bélgica, e posso garantir que até o momento certamente esse é o meu país favorito pelas bandas de cá. Imagine então se eu tivesse visto uma tulipa que fosse?!

Ps: Ainda sem fotos. A net que tô filando do vizinho tá cada dia pior...

14 comments:

Ivy said...

Vim correndo ler o blog, quando vi seu comentário no twitter.
Nossa Iana, que privilégio é viajar, olhar o mundo com seus próprios olhos, conhecer, apalpar, sentir, cheirar, ouvir!
Aproveite muito, não conheço nenhum outro país, por falta de oportunidade, mas te agradeço, porque atraves dos seus textos, fecho os olhos e me imagino na Holanda, na Finlândia rs, a leitura nos faz viajar.
Beijo e continue registrando, tem feito muito bem a muitos.
Ivy Garcia

~kamila~ said...

Fiquei bastante curiosa em ler este post, acho que por ser de Amsterdã. A companhia que eu danço foi convidada a ir no próximo ano pra lá, e desde então oro a Deus pra que ele me dê condições de ir também. Sou fascinada com a Europa e tudo de lindo que existe por lá. A holanda agora especialmente tem minha atenção, muito bom ouvir um relato como o seu [como vc diz defeitos e qualidades do país posso confiar, rsrsrs].
Seu blog continua sendo muito bom e continuo sempre acompanhando apesar de não comentar. Grande beijo!

luciana said...

Olá Iana sou a Lu Ribeiro..sempre que tenho um tempinho em meus estudos e meu trabalho dou uma passadinha aqui pois amo suas fots e seus posts sempre...daí estive em BH no seminario com sua família,estao tds mais lindos que nunca,sou do RJ...estive hospedada no qurto a frente de seus pais,das gemeas,vovó e da Isa,ops..um comnetario,sua mae saiu do qurto pq era meu..srsrs..ela é uma fofa!!dpois te mando o link das fotos c seu pai c caixas na cabeça se mudando p o qurto da frente..srsrs...
foram dias incriveis e senti a sua flta,pois estive no congresso do DT e vc estava lá..as coimbras todas juntas...ah! ad gemeas tavam lindas c roupa de dança,a Aninha da Clau e o Samuel da Adriana..tds dançando..foi lindooo!!mas era simplesmente para vc estar na Europa,onde ainda está hj...bom,está onde eu amaria tbm está..é meu sonho poder entrar no trem c aqle mochilao e ir conhecendo a Europa..sonho sonho..ainda vou eu creio!!! curta td e nos escreva pois estou aqui acompanhando vc...bjoooo!!! curta td q puder,veja mts tulipas,rssr...Q DEUS lhe abnçoe!!!

Uerlle Costa said...

Tantas impressões lindas Iana.De encher o coração tantos adjetivo bonitos pra um só lugar.

Quero um dia poder fazer uma viagem assim.

Beijos,e ótima viagem.!

Deus abençõe.!

Fabrícia Nunes said...

Estou amando muitooooooooooooooo.
Bjs

Paulo Victor said...

Amsterdam é também um dos meus lugares favoritos da Europa. Engraçado que a gente sempre ouve falar daquilo como uma terra de gente louca, mas quando se chega na cidade a impressão de uma boa acolhida é indescritível! As casinhas todas iguais (mais um traço que me encanta no velho mundo, o da não necessidade de diferenciação imposta ao ocidente pelo capitalismo americano), os canais, os parques, a vida cultural, a ma... deixa pra lá. (brincadeira! de verdade! hehehe).

O problema é que eu sempre me perco naquele lugar. Quero sempre parecer local - a despeito dessa cara de mestiço brasileiro (ou de judeu sefaradita) - e tento armazenar o mapa na cabeça, pra evitar ficar olhando o tempo todo e ganhar meu atestado de turista. Daí, como as ruas são ovais (e dão a impressão incrível de serem completamente retas), quando resolvo olhar novamente o mapa já estou num lugar totalmente diferente daquele em que eu penso estar. Certa vez, andei sem parar um minuto de 9h às 18h, e completamente perdido!

Mas Amsterdam é uma cidade em que se perder (no sentido literal! não pensem mal de mim! hehe) faz parte do passeio. É sempre bom caminhar por parques, por ruas, por praças, sem ter a menor idéia de onde se está, só apreciando um pouco mais daquele desconhecido que surpreende e que encanta.

Thaty nogueira said...

UMA DELÍCIA LER ESSES POSTS, AKI DO BRASIL ME SINTO NA EUROPA ATRAVÉS DAS LETRAS DE CADA POST SEU! ME SINTO A QUARTA INTEGRANTE DESSA SUA VIAGEM KKKKKKKKKK...
VALEU MESMO POR COMPARTILHAR ESSA AVENTURA COM TOQUES REQUINTADOS DA HISTÓRIA!
BJOS MANA LINDA!!!

Luma e Luana said...

Oiee Iana...

Já tá com um tempão q n passamos por aqui e até mesmo pelo nosso blog.

Enfim, legal seus últimos posts.
Deve ser muito bom (por um lado é claro), sair viajando e conhecendo novos lugares, novas pessoas, novas línguas...

Um das cidades q com certeza queremos conhecer, é Paris e Jerusalém (essa sem dúvida nenhuma).


Bjus. ;)
DTA!

*Nán!nh@* said...

"os prédios tortos (essa cidade um dia vai cair, é sério)" Ri demais! Mana, cada vez que você descreve um lugar me dá uma vontade de sair correndo e pegar um avião!

Acho que vou te contratar para planejar meu futuro roteiro à Europa. Sozinha, eu não saberia por onde começar! rsrsrs!

Natália Caplan
Manaus -AM

PS: Eu já disse que eu aaamo tulipas? =D

Bruna Vichi said...

Os livros da Corrie são ótimos! Tenho alguns e com certeza eu indico.

Rebeca said...

Iana, li o livro "O Refúgio Secreto" e assisti ao filme de mesmo nome, e posso dizer que a história simplesmente é muito linda, emocionante e motivante. Imagino o que você sentiu ao estar nesse museu da Corrie Ten Boom, uma mulher destemida e cheia de Deus.

Creio que você irá amar o livro também!

Beijo,

R.M.

Cíntia Mara said...

Um dia ainda vou conhecer a Holanda e suas famosas tulipas, rs.

Bjos

Mir said...

Oi nanaaaaa!!!! Foi um PRAZER te ter aqui e espero que vc volte!!! Minha casa esta aberta e tem muita coisa ainda para ver aqui. Soh eh pra vc(s) vir no verao ou primavera, ninguem merece tanta chuva de autono,rsrs
Ficou toda orgulhosa que vcs amaram meu pais, minha cidade! ;-)
Um grande grande beijo, cheio de saudades!
Doei,
Mira

Carol said...

Oi Iana!
Sou a Carol aqui de Sampa!
Cadê vc??
Desistiu do blog??

Bjoks