Wednesday, November 7, 2007

Reflexão: Entendendo um pouco de Sansão

Ontem resolvi ler um pouco a Bíblia antes de dormir. Do nada fui parar na história de Sansão, que inclusive não leio há muito tempo. E foi aí que vi algo que nunca tinha percebido! Sansão era um brigão. Um daqueles caras que sempre dão um jeito de arrumar confusão. Ok, isso todo mundo já sabe. Mas o que achei impressionante perceber e que todas as atitudes dele geraram uma reação em cadeia.

Sansão foi um homem escolhido por Deus para libertar o povo judeu da opressão dos filisteus. Porém ele se perdeu no meio do caminho. Ao invés de lutar pela causa divina e de seu povo, ele começou a lutar pelas suas causas particulares. Um exemplo disso foi quando ele se casou com uma mulher filistéia e foi visitá-la. Por algum motivo o pai da moça não o deixou entrar dentro de casa, e Sansão ficou uma fera. Usando do seu dom peculiar, a força, ele se vingou de todo o povo, colocando fogo no rabo de umas raposas e as soltando no meio da plantação. E nisso se iniciou um onda de vinganças.

Guerras particulares nunca acabam bem. Sansão não acabou bem. Os filisteus também não. Sei que ele era um homem de Deus e que muitas vezes foi movido por Ele para agir, mas à medida que deixou sua guerra particular falar mais alto, ele se perdeu. Ele se irritava e se vingava dos filisteus, que por sua vez devolviam a afronta. Até quanto? Até a morte.

O ser humano tem uma forte tendência a se esquecer do essencial, daquilo que é mais importante, daquilo que é o verdadeiro objetivo. De repente as implicancias e "picuínhas" se tornam mais relevantes e uma guerra sem fim se dá início. Cheios de justificativas e desculpas as ofenças e farpas começam a ter um motivo quase louvável, quando na realidade os ensinamentos bíblicos são tão diferentes disso tudo. Até quando? Até a morte. Seja de relacionamentos, de emoções, da vida espiritual e até física.

Deus me livre de ser como Sansão.

7 comments:

Vanessa Trotta said...

Oi Iana!
Agora, o que me deixa mais "encucada" é o perfil dos homens que Deus escolheu. Olha Davi por exemplo, Jacó, Jonas e vários outros. Todos bem humanos, cheios de falhas... Mas penso que essas histórias deixam bem claro como Deus é soberano! Só vejo a mão D'Ele nesses detalhes e nossa inferioridade humana!

Nossa isso merece um post, é bastante polêmico, hein?

UM beijo!

Marcelão da Cris said...

Muito massa... já dizia o tio Ben, né? "Com grande poderes..."

Camis said...

Amem amiga..concordo com vc e com a Palavra!!!
Vamos lutar por aquilo que esta no coração de Deus e o Senhor nos livre do egoismo!!!
beijo

Leila said...

Oi Iana...
Passo por aqui de vez em qdo, e essa reflexão caiu como luva pra mim... tava precisando ler isso... obrigada!!!

Edilene said...

Sansão tbm andava sozinho.

Ele não tinha um "Pai" espiritual !!!!

Qdo andamos sozinhos é bem mais facil seguir as nossos vontades.

Jesus Freaks said...

Oi Iana, td bem?

Gostei mtooo desss post sobre Salomão, posso usar no meu blog?
heheh

De qualquer maneira, gostaria de conversar com vc, eu tbm danço; digamos que beeem menos que você, mas eu tô aprendendo, hehehe

Então, caso vc queira conversar comigo

o meu msn é:
ma_gui_ana@hotmail.com

e o meu blog é:
www.freaksaboutjesus.blogspot.com (ele já vai aparecer mesmo) hehehe


um bjo!!
Deus te abençoe

Mariana

Iana Coimbra said...

Pessoal,

Que bom que vcs gostaram do post. Fico feliz de mais e isso me encoraja. Sempre tive vergonha de mostrar o que escrevo e se não fosse o Marcelão, continuaria com vergonha. hehehehe

Vá: Tb concordo. Deus escolhe cada um... Inclusive eu. hehehe.
Leila: Que bom que vc foi abençoada. Já valeu o post!
Mariana: Pode colocar no seu blog sem problema! Vai ser um prazer.