Wednesday, July 8, 2009

Gravação do DT: Dia 1/8/2009

Pessoal,

Agora é oficial: a gravação do DT será dia primeiro de agosto na Praça da Estação, no centro de BH.

Para quem curte o estilo, com certeza será um bom programa. Ainda mais porque a entrada é franca.

Quem puder, divulgue!

20 comments:

Jackson Araujo said...

BEm no mes do meu niver!!
=P
Deus abençoe a gravação!!

Nana said...

Iana, vc curte o estilo? So curiosidade mesmo!

Uerlle Costa said...

Humm vai ser tudo de bom.
Quero em nome de Jesus estar ai.!
Creio que Deus tem reservado coisas lindas pra aquele dia.!

Ka said...

Iana, vc curte o estilo? So curiosidade mesmo! [2]

Luma e Luana said...

Hum, que legal!
Jah divulgamos p um amigoo...rs!


Estavamos planejando ir p/ Manaus, só q c a mudança só o sobrenatural estarmos ai em BH...rs!

Mas Deus sb de todas as coisas!

Bjus!

DTA!

natsaldanha said...

Ei Iana!
Amei a nova cara do blog!

Sobre o post, desculpa, mas onde é a Praça da Estação? :$

Ah! Mande lembranças a Bel e a todo o pessoal. Saudade de todos já! Aguardando o proximo congresso! hehehe

Grande beijo pra vc...que Deus continue te abençoando e te usando como canal de bençãos para os internautas... Vc é uma formadora de opiniões, sabe honrar a sua profissão!
Abraços da Nat.

Wallan Cristhian said...

Pode deixar.
Vou divulgar e dia 1/8 estarei lá!

Drielle said...

Oie...

Será uma benção está gravação, Deus vai nos surpreender vc vai ver! Divulgarei.


Iana sobre o livro é mt fácil, td vai depender de qdo o Jarley vem pra cá e por causa da gravação acho que vai demorar um pouquinho né. Mando o livro por ele, qdo vc terminar é só pedir pra ele trazer de volta. OK? Pra mim é fácil passar o livro pra ele aqui. Até +.

PRISCILA said...

Iana, vc curte o estilo? So curiosidade mesmo! [3]
BOA PERGUNTA MENINAS!

Iana Coimbra said...

Aos curiosos que querem saber se eu curto o estilo: Sim! Curto. De verdade. Ainda mais pq isso faz muito parte da minha vida. Afinal eu tô no grupo tem só 12 anos e meio, né. Exatamente metade da minha existência.rs.... O que não quer dizer que goste de todas as músicas, ou de todos os arranjos. Afinal é muito difícil todo mundo gostar da mesma coisa. Não dá para agradar gregos e troianos. Mas posso dizer que gosto principalmente da essência das ministrações. E disso eu posso falar de verdade. Nem sei quantas já presenciei ao todo. E tb nem sei quantos outros eventos desse nicho já fui. E falo com toda sinceridade: O DT é diferente. E não somente porque tô nesse meio. Mas é. E nem sei explicar o motivo direito. Só sei que quando alguns acordes começam a tocar, esteja eu em qualquer lugar (no palco, no meio do público, nos bastidores, no camarim, na igreja ou em casa) eu não tenho outra reação. Meu coração reage de uma forma inexplicável, e eu simplesmente não consigo fazer outra coisa, senão adorar. Não porque é o DT, mas porque sinto que Deus tá ali e pronto. Então, sim, eu curto, apesar de achar que algumas coisas podiam ser diferentes, apesar de gostar de outros estilos musicais, apesar de ter outras preferências no meu playlist diário (raramente eu ouço DT). Mas eu curto louvor congregacional. :)

Iana Coimbra said...

Drielle: Blz. A gente vê como isso pode funcionar. De qualquer forma, valeu! ;)

PRISCILA said...

Iana, tenho plena certeza que gosta mesmo, e o DT é sim diferente, sentimos isto pelos frutos que as músicas geram em nós!
A pergunta foi apenas uma reação pela maneira como foi feito o convite, "quem curte o estilo", a priori ficou parecendo que era apenas uma banda que ia tocar seu estilo. Todos nós sabemos que não é apenas isto e no reino espiritual as reuniões e principalmente as gravações do DT tem valor muito grande para todos.
Desculpe tá?! Admiro vc e o DT.
Mas a maneira como foi colocada foi inevitável a pergunta..rsrs

Que Deus abençoe mais esta gravação!

Nana said...

Oi querida, eh exatamente assim que eu vejo o DT, Deus esta ali e ponto. E mesmo para os que nao curtem o estilo, eu recomendaria ir a uma dessas ministracoes. Eh tudo muito genuino! Coisa rara hoje em dia!

Cíntia Mara said...

Oi, Iana!

Legal gravarem um CD em BH depois de vários anos viajando pelo Brasil. Acho importante sabe, gravar em outros lugares, mas sem deixar de abençoar nossa querida cidade.

Vou ver com meus amigos "motorizados" se dá pra gente ir. Apesar de eu não ter gostado muito do último CD, estar lá no momento da gravação deve ser bem diferente de ouvir depois. Não dá pra negar o mover de Deus. Nunca assisti a nenhuma gravação pq qd eu comecei a conhecer o ministério, começaram a gravar em outros estados, rs. Vc já estava no DT na época do "Águas Purificadoras"? Esse CD é maravilhoso! Gostaria muito de ter estado lá, rs.

Curioso o que vc falou sobre raramente ouvir DT. Participei de um ministério semelhante por cerca de 1 ano. Ensaiávamos, ministrávamos em outras igrejas, mas no dia-a-dia eu escutava outras coisas. Gosto de praticamente todos os estilos e acho muito importante, principalmente para quem é levita, ouvir de tudo. Aprendemos muito assim.

Beijo

Pedro Resende said...

Acho paia.Eu iria no dia 25,mas agora nem vo ta aê.
Vo pra colonia de ferias com a rede. ¬¬

Mas ta de boa,creio q vai ser benção por demais!

Paulo Victor said...

Iana, sou "do DT" há um pouquinho menos de tempo que você... rs. Lembro-me até hoje quando escutei no meu discman (pérola do passado... hehehe) a música "Aclame ao Senhor", lá em 1999. E desde então sempre busquei acompanhar aquilo que, como você mesma disse, é diferente. E eu percebi a diferença logo de início. Principalmente quando comecei a ter contato com o pessoal do grupo além dos CDs, no segundo congresso, em 2001 (um dos 3 aos quais fui).

Já estive presente em bastidores de alguns eventos grandes, por aqui; conheci nomes expoentes, mas a forma como se desenvolveu o ministério de vocês nos mostra, embora tenha surgido uma penca de grupos surfando na mesma onda - principalmente enquanto o DT esteve na crista - algo distinto de tanta baboseira gospel que vemos por aí.

Acho que existe algo sobrenatural também, no meio do caminho. Embora nós, do lado de cá, de fato não conheçamos a vida ou o coração do Sérgio, da Ana, da Helena, do Elias, ou o seu (este até que dá pra ver um pouquinho melhor, de relance... rs... brincadeira), é evidente que o comprometimento e a sinceridade no coração dos que se entregam a essa obra fazem com que Deus opere muito por meio do trabalho do grupo.

E, fora isso, sob o aspecto racional, acho que existem pontos fundamentais que diferenciam o DT de outros grupos que vivem de oba-oba. Acho que o embasamento dado por um homem sábio e culto como o Pr. Márcio, por exemplo, é fundamental para manter - pelas sementes plantadas - a coerência, a correção, a sinceridade, o amor manifesto nas atividades do DT.

Certa vez parei pra pensar o que fazia, diante de tanta baderna no meio, ainda vermos e ouvirmos aquela "essência" das ministrações do DT, e esse foi um dos pontos que ponderei acerca e, de fato, creio que faça diferença.

De qualquer forma, aproveito aqui pra puxar um pouquinho o saco também... hehe. Mas adoro discursos inteligentes. Às vezes me canso, na igreja, quando ouço palavras que falam, falam, rodam, rodam... e no fim das contas não dizem lé com cré. Ou só proferem discursos cheios de clichês e gritos de guerra. Nisso o DT se sobressai também, e muito. Sinceramente, mesmo depois de tanto tempo, ainda não vi - em minha experiência na Igreja - alguém que se expresse tão bem acerca da Palavra, e com tanta coerência e ponderação, sem deixar de fora o mover do Espírito, quanto a Ana. E não só ela. Jamais me esqueço da melhor ministração à qual fui, do DT, em Goiânia, em que praticamente todos os vocalistas tiveram um papel fundamental, quer fosse lendo um versículo, dando uma palavra, e mostrando que esse Espírito opera não só por meio daquela que ocupa o microfone principal, mas também de cada pecinha, por mais escondida que esteja, nos bastidores. Me amarro em escutar, ainda, as palavras da Helena e do João Lucio (deste, um pouco menos freqüentes, mas excelentes tb) que arrebentam!

Paro por aqui pq se fosse pra dizer o quanto o DT fez diferença em minha vida, ficaria horas e horas. Não só eu, como grande parte dos que estão lendo essas palavras, certamente. Mas aproveito pra dizer, como cristão, o quanto fui - e sou - abençoado; como ser humano, o quanto fui comovido com algumas palavras de amor em essência, que pude ouvir; como amante da língua, o quanto me impressiono com o cuidado dispensado e a qualidade das composições; como simples ouvinte, o quanto me agradam os belíssimos arranjos da grande maioria das músicas.

Em doze anos e meio, vocês fizeram - de forma inegável - uma bela história. E espero, de coração, que essa história continue trazendo os bons frutos, como de costume, e fazendo diferença num meio que, por muitas vezes, fede, infelizmente.

Sei que esse não é um blog do DT, mas o tema surgiu e agora já era... hehehe.
Bjão e Deus abençoe a todos e todas vocês.

Iana Coimbra said...

Pri: É porque coloquei mesmo como uma dica, sabe. :)

Cíntia: Eu participo desde o primeiro. E um evento ao vivo é sempre mais legal. ;)

Paulo: Que lindo o que vc escreveu!

Drielle said...

Iana, sobre o livro, OK, eu mando por ele (Jarley)ai vc lê. Desculpa se estou encomodando. Te +.

Cíntia Mara said...

Oi, Iana!

Já conversei com meus amigos e tá confirmado, nós iremos à gravação. Só não deu pra conversar com a pastora e ver se ela libera para não ter o culto da mocidade esse dia, mas mesmo se ela não deixar, nós vamos depois, não tem problema. :)

Bjs

Edilene said...

Falando em Dt, aki onde moro (Santo André/SP) não tem o Kit nas bancas e o jornaleiro nem sabia de nada.

Eu fui a 1ª a dar a noticia pra ele.





Eu quero tantoooooo (Buaaaa)