Tuesday, April 28, 2009

Cris X Bella


A primeira série de livros que li de verdade foi a Série Cris, da Editora Betânia (a Coleção Vagalume e os livros dos Karas do Pedro Bandeira não contam, né). Na época foi o máximo porque algumas pessoas que fizeram as fotos das capas eram meus amigos. Eu devorei cada uma daquelas edições até o último volume. Nem sei quantos anos levaram ao todo. Aí comecei a ler a série seguinte, Selena, ainda no original em inglês, mas não colou. Ainda preferia a Cris, minha heroína adolescente.

Então descobri Deixados para Trás, que também li em uma sentada. Ficava vigiando as livrarias para comprar tão logo o novo volume fosse lançado. E essa série também chegou ao fim. Até tentei Harry Potter por curiosidade, mas depois larguei. Infantil demais.

Há anos não via uma série legal que me interessasse. Foi quando uma amiga falou do Crepúsculo, livro que deu origem ao filme. Descartei de cara, afinal temática de vampiros adolescentes não era uma boa pedida. Mas ela insistiu tanto que peguei emprestado. Sem falar da beleza das capas, o que sempre muito me atrai. Em três dias li os três livros: umas 1.200 páginas.

Afinal de contas, qual é a graça?

Em primeiro lugar a história é muito bem costurada. A narrativa é envolvente, bem escrita, fazendo do enredo fantasioso uma série irresistível. É impossível ler um só (quase igual ao slogan da Elma Chips). Os personagens podem até ser ligeiramente óbvios, mas não são maniqueístas, o que valorizo muito na literatura do gênero. Conflitos e sentimentos humanos como amor, amizade, ciúmes, rejeição, depressão, competição, inveja são bem trabalhados através do triângulo composto por Edward, Bella e Jacob. E definitivamente Bella é a azarada mais sortuda de que já tive notícia. O antagonismo do seu personagem certamente é uma das chaves da história que ainda não chegou ao fim. Mas não, ela definitivamente não é minha nova heroína. Acho que esse lugar pertencerá sempre a Cris.rs.

Após Crepúsculo, Lua nova e Eclipse, fico à espera de Amanhecer, que pretende trazer o desfecho da intrigante história que é desencadeada pelas escolhas simples e cruciais dos personagens. Reais e surreais. Mais humano impossível.

Enquanto isso fico na torcida. Por Jacob, é claro. E por falar nisso, acho que vou assistir ao filme novamente. Após ler o livro definitivamente ele fica mais interessamte.



56 comments:

dani said...

Iana td bem?
será que vc poderia escrever algo, ou me passar algo que vc ja tenha escrito, sobre qualquer assunto que Deus colocar em seu corção, pra que epossa colocar no site do ministério que faço parte.
Nos visite www.genesisminiteriodedanca.com.br
será um enorme prazer postarmos um texto seu.
um bjão e fica com Deus!
Dani

Drielle said...

Nunca li mas já me indicaram, o trailer é de emocionar, da vontade de assistir!!!!


Pra mim foi uma boa e reforçada indicação!!!

Teca said...

teve um tempo em que eu era uma leitora voraz assim, mas nunca fui tanto quanto vc...

aaaiii, preciso voltar a ler.

te admiro

Viviane said...

Iana,

Eu vi o filem e quero ler os livros... realmente lendo os livros temos uma visão bem melhorada da história... Um beijo pra vc...

Fabíola Paiva said...

calma calma calmaaa! torcida por Jacob??? tudo bem que não li os livros... só vi Crepúsculo... mas o Edward é meu preferido! kkkk

agora, serie cris? inesquecivel...
se eu te contar o que eu li ontem a noite vc vai rir de mim! kkkk
ai ai ai. ted! rss...

beijos

Lê said...

Que legal!
Confesso que tive preconceito contra este livro...rs... vampiros...?!
Mas parece bacana!
Ai menina, queria ter mais tempo. Agarrei no "Deu no New York Times" até hoje!
Bjs!

Carolina Vilela said...

Eu amo séries de paixão. Já li tantas na minha vida que nem sei mais dizer quantas ou quais títulos. Teve uma época que devorei muitos romances históricos sobre a colocnização dos EUA. Enfim, amo. Não conheço essa série que vc menciona, mas quem sabe não animo também? Aliás, depois que a internet me escravizou, pouco tempo tem sobrado para a leitura de livros de papel...

Rodrigo said...

E ai Iana?!

Me pergunto como vc consegue ler 3 livros em 3 dias. Caraca!Vc é uma maquina ein. Dormiu comeu? Bebeu água? Foi ao banheiros nesses dias? srsrsrsr

Bem, eu ví o filme e me interessei pela série. Não li crepusculo pq tinha acabado de ver o filme e não teria muita graça. Li Lua Nova e Eclipse um atrás do outro, to na metade de Amanhecer (Peguei uma tradução em PDF na internet).

É uma série legal! Também achei complicado esse tema de vampíros, mas me surpreendi com a forma leve em que eles são retratados na série.

Abçs

Luana e Luma said...

Oiii Iana.
Assim n vale...rs.
Iams postar sobre esse filme acredita?!
Por falar nele, assistimos hj a tarde, e ja é a terceira vez.

N lemos o livro ainda, + acho q seria bem ineressant lê-lo.

Estams a espera é da Lua nova.

Gostams mto desse filme!!
No inicio n queriamos assisti-lo n, + depois de tentas pedidos p assisti-lo, assistmos!

Agora, uma coisa q n entedems...rs
Pq Jacob? Queriamos sua resposta, pod ser?

Estams na mesma opniao de Fabiola!
Agora 1a coisa certa q vc falou foi:"Bella é a azarada mais sortuda de que já tive notícia."

Fikms por aki..bjus.

MINISTÉRIO EXPRESSÃO SEM FACE said...

Bem..Iana..admiro muito vc principalmente por seu ministério,mas infelizmente tenho que colocar minha opinião p/ vc como benção e não maldição: se acharmos normal ler livros que colocam vampiros como bons ou legais de mais para serem ruins é ter a tendencia a aceitar tudo que o Diabo tem oferecido ,daki a pouco acharemos normal tudo o que ele nos oferece de forma é claro disfarçada de legal,interessante,irresistivel mas que é simplesmente morte,destruição e roubo dos nossos valores,oque será que sua mãe uma mulher tão vivida e que já pássou pelo mundo diria disso...saber que vc lê esse tipo de livro que apenas é apaixonante porque tem sim um lado mistico e uma vontade de ser ou parecer com seus personagens...sinceramente estou absurdamente mal..pensar que alguem que dança/ministra músicas como "Porque te amo" ou "quero seguir-te" possa achar normal ter em 3 dias em mais de 1200 paginas vampiros(demonios) povoando a mente e o coração.
vc não é mais exemplo p/ mim!

brulugo said...

Olá Iana,
faz muito tempo que nao comento aki
bom, pra começar , eu também gostei de Crepúsculo, Lua Nova e Eclips, a propósito você já acha o Amanhecer na Internet, eu ja li os quatro,
sinceramente minha torcida é para o Edward, mais tudo bem né,muito legal mesmo
Abraços

Iana Coimbra said...

Dani: Aqui no blog tem vários textos que vc pode pegar. Procure com o tag Coisas de Deus. ;)

Drielle: :)

Teca: A recíproca é totalmente verdadeira!

Viviane: Eu sempre gosto de ler antes de ver. Mas como eu simplesmente não pretendia nenhum dos dois (o Fred que fez muita questão) vi primeiro. Mas vale a pena.

Bilty: Claro que acredito! Eu adoro a Cris!!! E vivia naquela onde: cadê o meu Ted? hahaha. Ufa, achei.rs. Sobre o Jacob, ele se torna bem mais interessante nos próximos volumes. Vc verá!

Lê: Somos duas. Queria ler tanta coisa... E tb estava com o maior preconceito. Peguei só para agradar uma amiga, e cá estou. Depois me conta do seu livro.

Carol: Sim, somos reféns da net.rs. Se tiver alguma série legal para indicar, eu topo!

Rodrigo: Então, uma máquina que se desenvolve desde a infância.rs, Amo ler. Então, sobre o tema do livro em si, eu me surpreendi. Nunca me imaginaria lendo algo do tipo, mas acho que para criticar a gente tem que se informar antes, né. Me falaram do PDF traduzido, mas como amante dos bons e velhos livros, vou esperar pacientemente. rs.

Lumanas: Vcs verão nos próximos filmes! Não quero estragar a surpresa. ;)

Ministério: Queridas, entendo perfeitamente a posição de vcs. Em primeiro lugar, nunca tive a pretensão de ser exemplo. Essa jamais foi a minha motivação. E nunca coloquei o que eu faço na frente do que eu sou. E esse é um dos motivos para me esforçar para que esse blog seja da Iana, a pessoa. Sim, leio coisas diversas, assuntos diferentes e não somente literatura cristã. Afinal de contas a leitura e a escrita fazem parte da minha profissão, o jornalismo. Sei que é um discurso polêmico, mas tb não acho que os cristão devam ser pessoas alienadas. Pelo contrário. Ler é importante. Assistir a filmes é importante. Isso forma o senso crítico do ser humano, colabora na formação do indivíduo. Me perdoe se a minha opinião as incomoda. Vcs realmente não precisam concordar comigo, mas tb não podem me julgar. Isso invalida a minha vida com Deus? Minha vida ministerial? Me invalida como pessoa? Sinceramente, não creio que isso me faça melhor ou pior que ninguém. Precisamos ter equilíbrio, o que é um desafio eterno. Precisamos tb ser humildes e ter a consciência de que as pessoas são diferentes e que estamos sempre mudando. Respeito é outra palavra bacana sobre a qual tb tenho escrito bastante aqui. Precisamos respeitar as diferenças, por mais que elas nos incomodem. As respeito por pensarem dessa forma e agradeço pela sinceridade. A propósito, a minha análise do livro foi mais no sentido crítico, literário e não dos valores "vampíricos", se é que assim posso dizer. E se vcs se atentarem ao texto verão que eu ainda ressalto que meu modelo está mais para a Cris (de um livro cristão) do que a Bella, do Crepúsculo. Tenho certeza que vcs são meninas que estão buscando acertar e valorizo muito isso. Que Deus continue abençoando a vida de cada uma!

Brulugo: Depois que eu terminar eu comento!

Iana Coimbra said...

Ministério: Esqueci de dizer: quem dança essas músicas é a minha irmã Isa. Não sou eu. ;)

Aline said...

Eu ja tinha ouvido falar sobre esse filme nao sabia q tinha um livro sobre ele

Ja fui Fã de leitura hoje é dificil eu pegar um livro e ler.Falou de Harry Potter ne eu li quase a coleção dele toda kkkkkk.E tbem li a coleção do Deixados para Tras muito bom.Essa tal da net me afastou dos livros ainda voltarei ler hehehehehehehehe

A cada dia que passo aki mais te admiro escrevendo esse blog so te conhecia como bailarina hoje sei q vc é mais que isso.Espero um dia eu possa te conhecer pessoalmente

Abraços

Leandro Neri said...

Me decepcionei com o post, mas adorei a sua resposta nos comentários.

Me decepcionei com o post não por ser um livro de vampiros... Mas pq esse livro em específico me parece tão bobo... =/

Amei a sua resposta ao comentário negativo! Amo como você se expressa. Acho suas colocações muito inteligentes! Pessoas assim fazem diferença pra valer no mundo!

Um grande abraço!

Iana Coimbra said...

Eu imaginava que esse post ia dar pano para manga... Vamos lá!

Aline: A coisa que mais me irrita é quando as pessoas pensam que minha vida se resume a dançar. Definitivamente é a coisa que menos faço e tem gente que tem certeza que eu vivo ao redor disso. Então obrigada pelo comentário. Esse é o tipo que me faz feliz.

Leandrp: Valeu pela honestidade e pelo comentário. Gostei dos dois e aprecio muito isso. Eu tb achava o tema bobo, mas depois que um livro sobre cachorro atrapalhado virou best-seller e sucesso de cinema não me privo de mais nada. ;) Aliás, vez ou outra adoro ler coisas simples, despretenciosas. Ninguém é sério, ou intelectual, ou espiritual o tempo todo. As vezes me permito me surpreender. E adoro quando isso acontece. E se o livro não fosse legal eu não teria lido com tanta velocidade. Enfim, eu me permito ler coisas diferentes e creio que isso contribui sempre para o senso critico. Conhecimento e cultura nunca ocupam espaço. Mesmo cultura inútil. Bom, obrigada novamente. Comente sempre!

Marina said...

Admito que queria ter esse hábito, ser faminta por leitura, mas um pouco menos q vc! rsrs...

Seria o Twilight aki né? Ainda não vi, nem li, mais por falta de curiosidade mesmo, apesar de ser um big wow entre os jovens.

Mas não venho a comentar do seu post. Mas pela sua resposta que tem me abençoado, e aberto meus olhos pra uns errinhos meus. rs. Eu como (às vezes) uma pessoa esquentadinha, tenho buscado mais paciência e sabedoria para com situaçoes e aos próximos. Como vc disse, respeitar as diferenças (e opniões - só pq se fosse eu em seu lugar... ficaria um pouco nervosinha) mas vc não deixou de testemunhar o amor de Deus, a graça, a paciência.... através da sua resposta, mesmo q a crítica provavelmente tenha te deixado chateada.
E q educação!!! Te admiro bastante!

ahh.. vc me entendeu né? (terrível para me explicar)

Big plus pra vc!!!

Iana, não precisa aceitar esse comentário, tá? É só pra vc mesmo.

Ótimo resto de semana pra vc. Continue buscando A semelhança. Deus te abençoe!

Naísa said...

Oi Iana;

então eu venho sempre aqui, leio td admiro as coisas que você escreve...então eu nunca gostei de ler , e esse post me incentivou sabia? me deu vontade de ler um livro , e isso nunca aconteceu rrsrs Bom é só isso , parabéns pelo blog( que descobri algum tempo por acaso)

Deus abençoe!


Naísa

Lu´s World said...

Olá Iana!
Eu nem ia comentar, mas como esse post está dando o que falar, resolvi postar algo.
Antes de Deus me libertar da minha religiosidade, eu era muito "cricri". Criticava um monte de coisas...era radical.
Hoje Deus tem me ministrado que no mundo eu devo ser ponte e näo uma ilha. Devo ligar pessoas à Ele e näo me isolar dentro da minha bolha espiritual.
E o que isso tem a ver com o post? Sim, eu assito e leio coisas seculares! E azar de quem näo gosta. Como vou manter um dialogo com colegas e pessoas näo-cristäs se eu nem sei o que se passa no mundo?
Devemos gastar tempo, sim, investindo em cultura e conhecimento, para que sejamos pessoas "atrativas" para o mundo e com isso, atraiamos essas pessoas para Deus.

Beijo e até o próximo post polêmico! haha


PS: O filme é legal. E os livros também ;)

Paulo Victor said...

Eu ia entrar na discussão do "certo ou errado", mas acho que na sua resposta você já fechou o assunto da melhor maneira possível.

Quanto a livros, antigamente eu também gostava muito de séries e "roteiros de filme". Li muitos do John Grisham, aquele autor de "Dossiê Pelicano", "O Advogado", "O Homem que Fazia Chover"... pensei em virar advogado por causa dos livros! hehe. Insuperavelmente melhores que qualquer versão cinematográfica dos mesmos.

Comecei a série "Deixados", mas perdi a paciência. Não os achava tão bem escritos assim e passei a ve-los mais como um suprimento de uma carência gospel. Surgiram (pra mim) numa época de boom gospel, em que criava-se de tudo para o consumo do fiel público cristão (domesticado a consumir só aquilo). De livros, filmes a boysbands... tinha tudo. Ainda bem que [parece que] isso mudou um pouco.

Não li Harry Potter. Mas pq eu era "crente demais". Até os filmes fui ver anos depois. E achei mais ou menos.
Comprei a trilogia do Senhor dos Anéis, além do Hobbit e do Silmarilion. Mas só esses dois últimos foram efetivamente abertos de capa a capa. Deu preguiça... hehe.

Aliás, amo comprar livros. Mas muitos ficam fechados. To tentando mudar esse hábito. Estante cheia e cabeça vazia... hehe

E, voltando ao post de fato, fiquei com muito preconceito de ir ao cinema ver "crepúsculo". E foi uma das minhas gratas surpresas do último ano. Pensei que iria assistir a mais um dos velhos filmes cheios de clichês, mas saí do cinema impressionado com a forma como a autora aborda o tema, e como coisas novas puderam verdadeiramente ser inseridas num tema mais que batido.

A respeito dos livros, ainda há muito preconceito a ser vencido para que eu os leia. Sou meio PIMBA (pseudo intelectual metido a besta) e costumo passar longe da lista dos mais vendidos. Besteira minha, com certeza. To com um best seller que comprei no aero de bh, qdo tive aí, só pra me redimir de quase ter derrubado uma estante na loja e pra conter o tédio de um curto vôo. Tá parado na última página que consegui ler até o avião pousar... =/

Nine said...

A primeira coisa que pensei quando vi que tinha post novo foi: "Oba! É um texto!" Vim toda empolgada, daí... Lá vem os vampiros que invadiram a vida de todo mundo kkk. Dessa vez eu pensei: "Até a Iana?" O mundo foi dominado, rs. Que seja. Aqui vou eu procurar esse filme e, quem sabe, os livros pra ler.

Adorei sua resposta, óbvio. É exatamente isso que me trouxe ao seu blog e que me mostrou mais do que a menina que dança no DT. Havia vida além. E eu me surpreendi, felizmente.

E já colhi coisas ótimas no blog, pela sua opinião... Então, como vc tem crédito, vou procurar o mínimo, vou ver o filme.

Caroline Monteiro said...

Oi Iana! Tudo bem?
Acompanho seu blog a um certo, aliás no meu blog seu endereço apareço ao lado como "os blogs que leio", mas nunca comentei aqui.
Hoje lendo seu post e vendo os comentários senti o desejo de expressar minha opinião.

1º Eu li a série Cris, fiquei vidrada!!!! Acho que foi a época que menos assiti TV ou fiquei na internet rsrsr...Sinto falta disso!

2º Também danço, aliás sou líder de ministério, mas como você minha vida não se resume só a isso. Tanto que li Harry Potter(acho que até o 5º livro), não por opção, mas por obrigação em um seminário no último ano do colégio. Posso dizer que fiquei impressionada, pois quando terminei de ler o livro assiti o filme e muitas coisas eram exatamente como imaginei. Não posso negar que tecnicamente falando é de surpreender e mesmo assim ainda continuo dançando e servindo o meu Deus, mas vivo nesse mundo...fazer o que?

3ºAcho que devemos reter o que bom, seja onde for. E o resto? Ah o resto a gente joga fora!

Já escrevi muito pra um 1º comentário né? rsrsr

Beijos

Cida Gama said...

Oi Iana, eu não tenho nenhuma curiosidade pelo livro, falou de bruxo, vampiro... logo penso, "tô fora, fantasioso demais pra mim", mas respeito quem curte e é o que você disse, não precisamos ser, nem conseguimos ser espiritual o tempo todo, tem momentos que precisamos de outros temas porque se não ficaremos pitolados e insuportáveis.

Amo a sua vida, aprendi a gostar de você pela sua espontaneidade, percebo através de você que ser cristão é muito mais do ritos e tendências. Você é autêntica!!!

Um beijo

Suélen said...

Iana, parabens pelo post e principalmente pelas respostas. Acho que todo crente vivem quase que diariamente nessa luta contra o legalismo, eu pelo menos vivo...e como diz o Pr. Gerson Ortega que vc conhece bem, a gente só tropeça em pedrinha, nunca na montanha e ai acabamos nos preocupando com a vida que cada um leva com Deus ao invés de nos preocuparmos com a nossa. Entao,como é dificil viver nessa linha tênue entre nao concordar com uma opinão e julgar a pessoa e se achar mais "espiritual"...levando-se em consideração que o que vale é o coração e esse só Deus conhece!
Bom, era isso!
PS: vc gosta de temas polêmicos ou isso é sem querer? rs

Bjs e fica com Deus!

Suélen

Iana Coimbra said...

Marina: Obrigada pelas palavras. Então, tb sou cabeça quente, mas Deus tem me dado muitas oportunidades para mudar essa parte ruim do meu temperamento. E quando vc resolve fazer um blog para todo mundo comentar, tem que estar disposto a ouvir críticas. E acho interessante quando as pessoas discordam. A gente aprende com isso tb. Beijão!

Naísa: Que bom que pude ser uma boa influência para vc. ;)

Lu: Amei seu comentário. Ponte e não ilha. Show! Escreva sempre!

Paulo: Então, eu tb tenho preguiça de coisas que todo mundo leu, todo mundo viu e que são sucesso absoluto. Não gosto que isso seja a motivação: o fator TODO MUNDO. Nisso perco boas oportunidades, eu sei. Ensaio sobre a cegueira entrou nessa lista. Pura besteira. Mas um dia eu leio e assisto. Sobre comprar livros, eu tinha essa mania. Até calcular o quanto de dinheiro eu gastei sem usufruir. Moral da história: fiz um voto comigo mesma; só compro outro livro quando eu terminar de ler todos que já comprei. ;)

Nine: Adorei seu comentário. Obrigada!

Caroline: Escreva sempre! Palavras inteligentes são sempre bem vindas!

Cida: Obrigada! De coração... Outro beijo.

Suélen: Juro que não é intencional.rs. Acontece.rs.

Juliana Marques said...

ei Iana
gostei mt do seu post
apesar de nunca ter lido essa coleção
eu amo ler, e tbm ñ leio só literatura cristã ñ, acho as pessoas mt preconceituosas com relação a leitura, pricipalmente os cristão q acham q devemos ler só a bíblia e livros q falam de Deus, sou contra isso devemos ler de tudo sim, e outra, não julgue um livro pela capa, ñ é o q vc lê q diz quem vc é como pessoa, o nosso caráter se revela é em atitudes do dia-a-dia.....
Deus te abençoe
bjusss

PS:a ñ comentei ainda, mais amo a sua forma de escrever, e gosto de ler o seu blog pq aqui vemos a Iana pessoa comum, com idéias diferentes, com gostos diferentes, uma pessoa diferente igual a todo mundo...

Paulinha said...

Olá Iana, tudo bem?

Primeiramente, gostaria de dizer que vc é uma mulher abençoada e usada por Deus! Te admiro!

Sobre a Série Cris, concordo plenamente com vc. " A Cris será pra sempre minha heroína!" rs
Foi muito bom ler os os 27 livros da Robin.

Sobre o Crepúsculo, eu só vi o filme. Gostei da história! =D
A minha irmã é que lê os livros, ela já está no terceiro. Ela também está na torcida pelo Jacob! ;)

Fica com Deus!

Beijos!

PS: Teria como vc dar umas dicas de coreografia aqui no seu blog?!
Eu estava precisando! rs

MINISTÉRIO EXPRESSÃO SEM FACE said...

Façamos o seguinte então...
Jesus leria esses livros e veria esse filme ??? haaa
ta na cara e evidente até mesmo no trailer que existe demonios por tráz de tudo isso e por que todos fazem eu devo fazer p/ ter asunto a conversar...
mas apartir do momento que vc faz um blogger que é de visão p/ todos e dança/ministra com um ministério que é exemplo..."o inimigo quer me oprimir procura sempre me destruir com coisas vans quer me seduzir com seus enganos sutis não me deixe cair ....não me deixe tropeçar"
ou vc é um exemplo ou não afinal existe uma nuvem de testemunhas...seja no dvd do DT no trabalho na sua casa e etc..rs

É INFELIZMENTE..O POVO DE DEUS ESTÁ REALMENTE PODRE. PARA PENSAR QUANTAS PESSOAS IDIOTAS QUE VC JÁ NÃO INFLUENCIOU SÓ NESSE POST..E NÃO INTERESSA VAI DIZER QUE VC NUNCA MINISTROU ESSAS MUSICAS??! OU NÃO CANTOU..RSS

E BEM..NÃO ENTRO MAS AKI..PQ VI QUE VC É UMA MENTIRA MAL DISFARÇADA.

Iana Coimbra said...

Ju: Obrigada pelas palavras.

Paulinha: Como já disse, o I-relevante não é um espaço que eu dedique à dança. Aqui é um espaço mais pessoal mesmo. Espero que me entenda. O blog do Mudança pode ser uma boa pedida, ok? Mas seja bem vinda sempre. ;)

Ministério: Queridas, lamento por vocês não terem entendido muito o que eu escrevi. Nem no post e nem na minha resposta. Mas não as culpo, e ainda assim as respeito. Como disse, podemos pensar de maneira diferente. Isso não invalida ninguém. E o fato de eu não ser como vocês imaginaram não faz de mim uma mentira. Mas não quero ficar aqui me defendendo ou tentando fazer com que vocês gostem mais ou menos de mim. Só fica uma dica: a gente deve ter sempre delicadeza na vida. Seja para lidar com as coisas que nos são prazerosas ou para discordar de alguém. Esse certamente foi um belo exemplo que Jesus nos deixou. Vocês serão sempre bem vindas aqui, para ler e comentar. E falo isso de todo coração. Reitero o meu respeiro e admiração pela sinceridade. Grande beijo.

Paulo Victor said...

Iana, gosto deste espaço justamente por que vejo em você, nas suas palavras, no seu dia a dia, muito do Cristo que não se vê em muitas igrejas de nossos dias.

Não creio nem que seja questão de "não ser espiritual o tempo todo". Na verdade, acho que não há nada de mais espiritual, em essência, do que ser gente, ser humano, no belo sentido da palavra. Não há nada de mais cristão do que - como disse alguém, acima - servir de ponte, ao invés de ser ilha.

Quando você tudo lê, vê ou ouve, e analisa, e retém o bom, você aprende a se tornar uma pessoa agradável, querida, acessível. Uma pessoa a quem outros, que até não conhecem a Jesus, não vão ter o menor receio em procurar para compartilhar problemas ou momentos, pq sabem que podem receber muito mais de você do que de alguém que só fala "evangeliquês" e levanta a mão para proferir acusações.

É por essas e outras que eu me mantive longe da igreja por tanto tempo. E por isso também que grande parte da igreja de hoje afugenta o oprimido, ao invés de atraí-lo. A igreja de hoje é o lugar menos indicado para acolher o pecador, que nem passa perto dela, pq sabe que só vai ouvir críticas, ao invés de palavras de consolo e amor.

Mas esse tipo de agressão não vem de hoje. O próprio Cristo foi alvo de críticas, justamente por não se enclausurar como um monge, mas por participar de festas, assentar-se com pecadores, fazer vinho num casamento...

Ao ver palavras agressivas em "evangeliquês", e sabedoria e simpatia nas suas, humanas, percebo que há muito mais de Cristo em ser normal do que em ser crente.

Por fim, não há falácia maior do que o tal do "será que Jesus leria? Será que Jesus ouviria? Será que Jesus falaria?". E quem sabe? Isso não passa de um estratagema para se legitimar uma perspectiva estética pessoal, como se fosse com base no comportamento de Cristo. Tenha paciência.

Uma coisa eu SEI. Com certeza Jesus não sairia por aí chamando os outros de "podres" ou "mentiras disfarçadas", simplesmente por discordar delas.

Obs.: Isso aqui não é exatamente uma defesa à Iana. Mas palavras de despertamento pra pessoas que tem se prendido em hipocrisia, num egocentrismo gigantesco, e assumindo o papel de acusador (que sabemos muito de quem é).

a. said...

Ei Iana,

a curiosidade foi tamanha que entrei, li o texto e os posts. Acabei concordando com o carinha ""vc não é mais referência". Afinal, a igreja perdeu referência e se "entregou ao mundo" com o uso do batuque, da bateria, dos rítmos musicais variados, da dança, das pregações fervorosas, da cama-elástica nos evangelismos, é tanta coisa... O correto seria ter mantido a Bíblia em latim ou hebraico ou aramaico. Quer pecado maior do que a Disney lançar Crônicas de Nárnia???
Mais absurdo do que tudo que escrevi acima é saber que existem pessoas que se dizem cristãs e continuam a escrever absurdos, julgar o outro, e tentar viver uma vida de aparências ao invés de ser sempre o mesmo em qualquer lugar.
Eu torço pelo Edward, não considero o livro escrito pelo anti-cristo, e preferi o filme. Tanto que desisti de ler as sequências. rs...
Mas amei Harry Potter, mesmo tendo parado no terceiro, principalmente pelo modo como é redigido. A autora é o cara...

Paulo Victor said...

Ah! E não deixe de ler o "Ensaio". Nem o "sobre a cegueira", nem o "sobre a lucidez".

Tive o privilégio de fazer uma disciplina, na faculdade, chamada "literatuta e política". Aconteciam basicamente discussões livres, de cunho filosófico, sociológico e político, sobre obras de literatura. A gente lia um livro de ficção e fazia paralelo com alguma obra teórica. Foi a melhor disciplina que já fiz na vida!

A professora era escritora portuguesa, que dava aulas voluntárias, e acabou passando 4 livros do Saramago pra gente. Entre eles, os dois ensaios.
As críticas do cara são impressionantes e o estilo peculiar da escrita também é incrível. Muito estranho ler sem a pontuação convencional! hehe.

Já leste algo dele? vale muito a pena.

Na verdade, o ensaio sobre a cegueira é um pouco pesado. Mas "todos os nomes", dele, é muito legal. indico.

Ah! O filme também ficou muito bom. E é, em partes, brasileiro. ;)

Paulinha said...

Olá de novo! rs

Só pra te responder, claro que entendo! ;)

Pode deixar, assim que eu puder, vou dar uma passadinha lá no blog do mudança.

Fica com Deus.

natália;rocha said...

Nooossa,como q tu consegue ler tantas pgs em tão pouco tempo guria??!uahauhuaha...tu merece um parabéns!auhsuhsuah

bjão!!Deus te abençõe!

crenteenerd said...

Oi Iana,
Eu estou totalmente escandalizado!
1200 paginas em 3 dias, e eu que morri no meio do caminho do Senhor dos Anéis. Pelo menos me orgulho de ter terminado as Cronicas de Narnia :) mas me recuso a dizer em quanto tempo pra não ser humilhado!

Muito legal saber que que você é uma crente que não tem medo de cultura, que lê de tudo, se informa do que está acontecendo, certamente não vai ser pega desprevenida pelo capeta. Além de ser uma fonte inesgotável de diversão.

Eu estava quase escrevendo um post sobre isso no meu Blog. CRENTES QUE NÃO SAEM DA BOLHA. E ai fica aquele culto a mediocridade, aquele círculo vicioso de protegendo do resto do mundo, morrendo de medinho do que tem lá fora...e não brilhando no meio da escuridão, como nosso chapa Jesus falou pra fazer fora aqueles jargões de evangeliquês insuportáveis. Amém?

Me diz ai o que você toma pra ler assim, porque eu me pego sempre frustrado por querer ler tanta coisa e não dar conta!

Como dizem minhas meninas: "brilha brilha estrelinha!"

Juliano

Iana Coimbra said...

Galera,

Amei todos os comentários! Que discussão produtiva! E isso é o que eu acho mais bacana do I-relevante: coisas despretenciosas que se tornam ricas, por causa de pessoas inteligentes que tem o que falar. Ninguém precisa concordar com ninguém, mas fica sempre o desafio e o convite `a reflexão. Isso sim agrega e muito.

Grande beijo para todos vocês.

Com muito carinho e respeito,
Iana

Lisi said...

Oi Iana.
Li algo sobre vc se irritar quando acham que vc dança 24hs...o lance é que vc ficou "famosa" dançando - rs. Saiba que seu blog serve pras pessoas verem que vc é gente como a gente e não anjo, o da Ana também. Eu já vi gente que acha que vcs são quase moradores do céu!
Pode rir, mas é normal, se irrite não!
Se vc pensar que a gente fica famosinho dentro da própria igreja quando está em um trabalho que "aparece" muito, pessoas que vc mal conhece sabem seu nome, sua vida...imagine um ministério de projeção internacional.
Se irrite não! rs
Bjins

Lisi said...

Oi de novo.
Agora quanto ao livro.
Eu ri muito qd li o post, eu tinha escrito um quase igual: eu não lia pelo mesmo motivo, quem me obrigou a ler foi uma amiga insistente, eu engoli os livros com água. Nem conseguia dormir direito, os personagens tomam vida, parecem nossos amigos próximo, o resto vc já sabe.
Ah, também torço pelo Jacob.
Eu abominava tanto a história que nem vi o filme.
Eu ia comprar o Breaking Dawn de tão desesperada, se pensar que o preço tava bom (r$32,00) pra quantidade de pgs, depois baixei em português (Portugal) mas não gosto mt de ler em computador...
Agora me acalmei, vou esperar pela ediçao brasileira mesmo.
Bjins.
Pensei o mesmo do Harry...não li.

Ricardo Moraleida said...

eu ia comentar, falar de toda aquela discussão que já rolou uns posts pra trás sobre agregar e afastar, etc... mas não... :)

vim só reforçar o voto pra vc ler o Saramago -> fica mais produtivo assim...

Li o Ensaio sobre a Cegueira e fiquei pasmado - muito bom, mas eu já tinha essa expectativa, então não foi mais do que quando li um que pouca gente conhece: As Intermitências da Morte. Esse sim é uma obra prima do pensamento literário e depois da realização. Altamente recomendado!

Luana e Luma said...

Oiee Iana..
Bom, estamos impressionadas com os comentarios que este post recebeu. Ficamos pasmas!
Que vc venha ser sempre assim sincera e firme. Que Deus te dê a cada dia mais palavras de sabedoria e de vida.

Mas Iana querems te dizr q por mais q vc nunca teve a pretensão de ser 1 exemplo, vc msm assim é um exemplo p nós. N só em seu ministerio, cm em nos motivar a amar mais leitura, a ler mais livros (pq sinceramente vc ns motiva, pq n é tdo mundo q ler 1200 paginmas em tres dias...rsrs). Pq antes liamos só se fosse uma obrigação mesmo. E outro grand exemplo q vc passou a ns dar foi nas suas respostas.

E concordamos com vc. O cristão não deve ser só aquele que vive orando e lendo a bíblia. Ele tem que ter sim o espírito do Sr sobre sua vida, mas n viver alienados das coisas, deixando de fzer aquilo que gosta( lê livros, assistir films, sair..etc).


Enfim , que o Sr te abençoe e te guarde numa unção de santidade! bjus..

Thiagus said...

É uma pena, líderes, com grande influência na igreja não só local mas em todo o Brasil e até pelas nações, se deixarem influenciar por certas coisas. Além de se deixar influenciar, é influência para uma geração que deveria se ocupar com coisas do "alto". Saiba que o próprio Deus Julgará essas obras mortas, não somente os que praticam, mas aqueles que aprovam tais coisas (RM 1:32).
A questão não é ser um ANJO para os outros verem ou se mostrar ser "gente normal", e sim mostrar para essas pessoas que te olham e te admiram como viver em um mundo cheio de influências carnais, mundanas e satânicas, sem ser influenciado por elas, e não só isso, mas deixar ser influenciada pelas coisas de Deus, não através de líderes espirituais ou pastores ou pessoas que se dizem de Deus, mas pelo próprio Deus através do seu Espírito.
E falando de livros, o Pr. Antônio Cirilo tem um que fala sobre isso, "Arrependimento das obras mortas".

Que o Espírito Santo ache um meio para te convencer, pois é só Ele quem pode fazer isso.

Não poderia me calar e deixar de fazer o meu papel, pois todo filho de Deus é um Profeta e Sacerdote para com essa Geração.

OBS: E faço um desafio para aqueles que não concordarem com essas palavras. Ore pedindo ao Pai para te mostrar se é do agrado dEle ou não. Mas se Ele disser que NÃO, seja corajoso para se desvencilhar dessas coisas!!!

Thiagus said...

deixe as críticas aparecerem pra nós lermos tbm

Adriany said...

Iana...
rsrs nossa que bafão este post... olha te admiro muito... vc não se esconde e é o que é mesmo... quanto aos outros que te criticam... aff esquece o Senhor sabe quem você é e isto lhe basta neh? hauhauha

vc eh umas das pessoas que não parece se preocupar muito com os que outros falam...


GAROTA DE PERSONALIDADE PARABENS

Adriany

Daniel Leite Guanaes said...

Que isso! Que post polêmico. Quando vi 43 comments, pensei: "Esse livro deve ser alucinante! Todo mundo comentando". Depois que vi que parte dos comments deve-se à intolerância que, lamentavelmente, impera no evangelicalismo brasileiro. Ah, se nós, evangélicos, entendêssemos que fomos chamados para ser sal fora do saleiro! Se entendêssemos que o que contamina o homem é o que sai pela boca, e não o que entra! Realmente não consigo entender esse lance de "do mundo". Como é que funcionam, então, as demais coisas da vida? Se precisar ir a um médico? Só nos crentes? Roupa? Só em loja evangélica? Restaurante? Só os que seguem a dieta de Jesus? Jornal? Só a Folha Universal?
Pelo amor de Deus! A Bíblia já dá exemplos demais pra gente aprender que o farisaísmo sempre foi condenado por Jesus.
Fica minha solidariedade aos crentes que, sendo habitantes dos céus, vivem, SIM, neste mundo!

Thata said...

Querida Iana, Já te admirava pela inteligência e pelo conteudo leterário que voce tem, mas agora te admiro em dobro por sua educação e sabedoria!
Isso prova quem esta em seu coração.

Bom, apesar de eu ter detestado Crepusculo, não concordo com o fato que seja "diábolico".
O que mais consigo admirar aqui no blog é que voce realmente não tras para cá , aquela mocinha dos dvds, que ministra lindamente, E sim essa grande mulher que não apenas adora... Ensina, trasnmite conteudo, e o mais lindo é que voce não força a dançarina do Mudança, mas voce é simplesmente a IANA COIMBRA , e isso faz de voce quem voce realmente é .

Já te admirava, agora admiro ainda mas... Quando eu crescer, quero ser igual a voce . rs


Obs: Gostou da narrativa de Crespusculo?
Leia o Cavalo Amarelo de Agatha Christie! É FASCINANTE !

Beijoo Querida

Rebeca said...

Amei o seu blog,
e em especial este post,
também tive uma série que marcou minha infancia e me despertou pra leitura, o nome era IURY, sobre um menino cristão que vivia na Rússia comunista, era maravilhoso e até hoje sinto falta de livros como aqueles! rsrsrs!
Gostaria de sugerir um livro que estou lendo o nome é "Este mundo tenebroso", não sei se vc conhece, mas tou achando mto bom !
ah, e reforço aqui a sugestão do "ensaio sobre a cegueira" o livro é mto melhor q o filme!

bjs
E até uma próxima!

gabi said...

PARA MINISTÉRIO ADORAÇÃO SEM FACE:
achei a forma q vcs repreenderam a iana muito dura a biblia diz q no poder da língua está a vida e a morte e se ñ tivermos amor qdo formos repreender ou criticar alguém podemos matar a vida espiritual desse irmão principalmente se for novo convertido tem palavras q agente fica pra nós mesmos.Mas achei muito sábia as respostas dela vê-se q tem muita maturidade e com certeza ñ vai se deixar abater por essas críticas.

E sobre crepúsculo eu nunca tive vontade de ler nem assistir por ser um história q envolve vampiros fiquei com medo de me contaminar até tenho no meu pc os livros mas nunca li(uma amiga me pediu pra baixar e enviar pra ela) tá lá ainda pq essa amiga me falou muito bem desse livro quem sabe um dia eu leia creio q Deus vai me dar discernimento pra eu reter só q for bom.

Bjs Iana e q Deus te abençõe sempre.

Marcelão said...

Iana... misericórdia!!!!!!!! 3 livros em 3 dias??? Esse livro só pode ser do capeta! (hahahaha)

Vi o filme sábado passado. Legalzinho. Bem 'teen', mas gostei. Por algum motivo estranho eu estou interessado por histórias vampirescas. Acabei de ouvir o audiobook (meu novo vício) do Drácula de Bram Stoker e gostei demais. Dracula foi escrito como se fosse a compilação de várias páginas dos diários das pessoas envolvidas na história. Só não gostei de vc ter me chamado de “infantil demais”... eu sou fissurado na série do Harry Potter que, apesar do tema infantil, é muito bem escrita. O mais curioso é que todo esse meu interesse começou depois que tive um pesadelo uns anos atrás e acordei com duas picadas no meu pescoço, uma perto da outra... mas não deve ter nada a ver. ;0)

Iana, não se diminua não. Você é um exemplo sim. Um exemplo de que maior é quem está em nós do que o que está no mundo; um exemplo de que não é uma simples história de ficção que abalará a sua fé; um exemplo de que a gente pode ler historias como o Crepúsculo e não virar gótico, ler Harry Potter e não virar bruxo, assistir o Tom e Jerry e não sai dando panelada na cara dos outros, assisti o Papa-Leguas e não pular de precipícios. Vc é um exemplo de crente inteligente e madura que sabe ‘julgar todas as coisas e reter o que é bom’.

Agora, se vc abandonar esse blog eu retiro tudo o que disse acima. :0)

Abração nosso c/ muita saudade.

Ah... e se vc não conlocar o link pro meu blog eu tb retiro. hahahaha.

Thais said...

Ianaa... li os livros e amei tb!! A principio agi como vc, quando minha irmã me mostrou eu falei"Ai, livro de vampiros... credo... Deve ser coisa demoniaca" Mas ai por curiosidade comecei a ler... Acabei me envolvendo e não consegui mais parar! Hehe!! Agora ja li até o amanhecer (Muitas surpesaaas!! =D) E sinceramente gostei da estória.... muito envolvente e não maçante!
Concordo com o seu ponto de vista sobre cristãos alienados... Esta na hora de amadurecermos e pararmos de ser tão "cabeça fechada" (muito entre aspas. Creio que o Reino de Deus não se resume a essas coisinhas, e como vc disse, certas coisas não nos fazem mais ou menos espiritual.

Beijão pra ti!!

~kamila~ said...
This comment has been removed by the author.
carol said...

paz do senhor esteja contigo IANA...
meu nome é carol. sou de SP. Eu acompanho o ministério de vcs a um bom tempo, é um exemplo pra mim... Vou aos congressos do dt. e vejo vcs, estive no ultimo(a igreja não é ponto de chegada e sim ponto de partida, uma benção). Também pertenço ao um ministério de dança, há 6 anos(fui uma das fundadoras do ministério), onde minha mãe também é minha lider na dança, porém ela entrou bem depois, pela graça de Deus estamos firmes até hj... ainda com muitas lutas, pq pertencemos ao uma igreja um pouco tradicional, porém DEUS esta conosco.
Então eu assisti o filme, amei... logo depois li os tres livros também em muito pouco tempo. vc sabe que o ultimo livro(amanhecer)já tem nos EUA. minha amiga foi pra lá e conseguiu esse ultimo, em ingles, eu traduziu pra mim, e eu estou com ele aki no meu computador, realmente é fantástico, traz um desfeixo fasinante(qualquer é só pedir).
Porém minha mãe, também minha lider, e falou que ler essa série seria abrir brecha, por causa do tema.
entrei em um dilema, orei, jejuei, e pedi a deus alguma orientação, e entrei no seu site e vi essa postagem.
vc acha que poderia ser brecha???
fica na paz..
que Deus continue abençoando o seu ministério.

Karine. said...

Oi Iana!
Cheguei tri atrasada no post...rsrs
Mas li os comentários e gostaria de comentar tb.
Li toda a série Crepúsculo em poucas semanas e também gostei muito.

Sou cristã, lidero o ministério com danças de minha igreja e faço faculdade de Letras. Por prazer e necessidade, meu curso exige a leitura de muitos livros seculares.
Recentemente ouvi uma frase de uma irmã querida que me marcou muito: "devemos ser espiritualmente naturais e naturalmente espirituais". Ser ou não influenciado por aquilo que se lê depende da maturidade de quem o faz.Não vamos muito longe, é só olharmos o exemplo de Daniel, que junto com seus companheiros eram os rapazes mais inteligentes EM TODO O TIPO DE SABEDORIA.
Quando vou à faculdade e vejo pessoas tão cheias do seu próprio intelecto penso comigo: quem vai conseguir chegar até elas? quem vai ganhá-las para Jesus? E aí leio pessoas como vc, inteligentes e equilibradas, e dou glória a Deus.
Há um tempo criei o meu blog, o Inegociável (meio parecido, rsrs). Logo recebi comentários de pessoas que estranhavam que eu não escrevia coisas somente sobre textos bíblicos ou reflexões. Meu objetivo era só praticar formas de escrita devido ao meu curso e quando vi tava cheio de comentário... mas respirei fundo e cheguei a pensar em excluir o blog. Até que eu entendi que se sou de Cristo, tudo o que eu fizer e ser está N'Ele. Meus textos, ainda que sem citar trechos bíblicos, não fogem de padrões cristãos porque está é a minha realidade. E meu blog continua lá, firme e forte, e escrevo o que desejo escrever da forma que desejo, porque faz parte da liberdade que temos podermos nos expressar. E assim penso sobre livros, filmes, culturas... não podemos viver alienados. Deus nos dá o diferencial: o intelecto de dissernir o que é ou não válido dentro das coisas que nos rodeiam.

Todo o tipo de conhecimento e leitura vai produzir no leitor aquilo que ele permitir produzir. Quando temos consciência da nossa IDENTIDADE em Cristo Jesus, Ele vai estar onde estivermos e em tudo que fizermos. A Bíblia diz que as coisas são puras para quem é puro, e o contrário também. Logo, ler "Crepúsculo" não me fez menos espiritual, porque ser espiritual ou não é mais do que uma condição, é uma REALIDADE de todo aquele que realmente conhece Jesus.
Me alegrei demais com esse seu post, porque mais uma vez conheci esse seu lado "Iana". Que Deus possa te usar grandiosamente dentro da área do jornalismo, assim como Daniel, de uma maneira excelente, e que vc ganhe muitas almas com o seu testemunho de vida.

Ah, eu sou muito mais o Edward!rs

Um grande beijo, Karine.

*Nán!nh@* said...

Ianaaa! Não sei quando você verá este comentário, mas quero dizer que estou simplesmente a-man-do ler a série! Li Crepúsculo em menos de 2 dias e avanço pelo Lua Nova. Torço pelo Edward, apesar de notar que Jacob se aproxima... quando será mque o quarto livro chega ao Brasil? Receio que terminarei o terceiro até segunda (hoje é sexta!) e nem sei se aguento esperar! Comprei os 3 de uma única vez e aprovei! Beijos!

Adryana said...

olá Iana,

gosto mto de seu blog.

resolvi comentar esse post por 3 motivos:

1- concordo com vc sobre não se alienar, eu já li todos os livros (mais d uma vez) e estão entre os meus favoritos.gosto mto d ler (foram 53 em 2009) e entre eles tem mta literatura secular.

2- tbm acho q a história foi mto bem construída. acho incrível q pessoa ñ entendam q existem bons escritores de verdade, mtos associam o sucesso da saga ao demônio.

3- tbm estou na trocida pelo Jacob!!!


ñ posso termina essse comentário sem dizer q t admiro mto!!!




bjoOº

milaventura said...

Iana,
Gosto muito do seu blog. Não só pelos assuntos que você aborda nele mas a forma com que faz isso.
É engraçado e i-teressante...
Quanto ao Crepúsculo, como uma clássica cabeça-oca, rejeitei de primeira e amei de segunda...sou uma romântica incurável então já viu né?

Assisti o filme mas não tem jeito. Sempre gosto mais dos livros...mas posso dizer que o Edward do filme está razoável...e até agora ele é meu preferido...Jacob é feio de cabelos compridos. To no começo do Lua Nova então ainda tenho pouco pra falar dele.

Quanto ao meu relacionamento com Deus, tudo nesse mundo passa e tudo é muito pequeno pra sequer colocar Jesus na história. Concordo plenamente com Daniel Leite Guanaes. Acredito que todos nós podemos ver a diferença do que é pecado e do que não é. Ler um livro, mesmo que se trate de vampiros, não é pecado. Pecado é deixar que isso invada seu coração a ponto de te afastar de Deus.

E sobre essa tal de religiosidade,fica aqui a minha sugestão de filme:Chocolate,com a Juliette Binoche e o Johnny Depp...
Eu não sei se você já viu, Iana, mas eu recomendo.
É antigo mas é bom também.

Bom então é isso...

beijos

bom 2010 Iana!

Alice Coimbra said...

Ei Iana,
É difícil demais esse povo,que acha que a nossa vida é dançar,dançar,dançar.
Que a gente não namora,não nos apaixonamos,não fazemos compras em shopping,não AMAMOS sapatos,não lemos bons livros,assistimos a bons filmes,enfim viver intensamente...com equilíbrio e cuidado.Como uma letra de uma banda mineira diz:''Viver é uma arte um oficio, só que precisa cuidado, pra perceber que olhar só pra dentro é o maior desperdício''.As pessoas querem impor uma carga sobre nós,que elas mesmas não carregariam...que ser crente,é ser sem cultura,ficar 24H dentro de uma igreja,(e olha que AMO IR AOS CULTOS)não crescer como indivíduo,profissionalmente,mente preguiçosa.Desculpe paro por aqui.
E realmente os livros são bons mesmo.Apesar de achar o Crepúsculo um pouco juvenil demais,achei lindo os olhares,é mágico mesmo.Lua Nova eu chorei muito...senti na pele tudo o que a personagem passou.Eclipse,eu ri e chorei o tempo inteiro,achei mágico o mundo dos Lobos,também torço pelo Jake,rs...e estou ansiosa para ler o Amanhecer.Enfim amo filmes que falam sobre coisas que vivemos...Querida também sou criticada o tempo todo,confesso que as vezes me torno polêmica demais...mas a vida é isso,nem sempre iremos agradar a todos.
Beijo e fique com Deus.