Wednesday, November 19, 2008

Para francisco


Há tempos eu acompanho um blog que uma amiga indicou. E o legal de blog é isso: um indica para o outro, que repassa e assim vai. E foi assim que o Para Francisco entrou na listinha do que leio toda semana.

"Um homem tem morte súbita, dois meses antes do nascimento do seu único filho. Assim nasce este blog. Tentando entender e explicar dois sentimentos opostos e simultâneos vividos pela viúva e mãe que, no caso, sou eu. Muitos questionamentos. Muitos raciocínios. Muito aprendizado. E uma pressa em falar para o Francisco sobre seu pai, sobre o mundo e sobre mim mesma (só por garantia)".

É assim que a Cris define o blog dela.

Há uns dias ela anunciou que tinha escrito um livro e fiquei muito feliz. Adoro lançamentos. Ontem tive o privilégio de ir ao evento e dar um abraço pessoalmente. Sim, porque quem lê o blog, e agora o livro, tem sempre duas reações: vontade de chorar e de abraçar essa mulher.

Comecei a ler ontem mesmo ao chegar em casa. A linguagem é bem gostosa e leve, afinal os textos são originados do que ela escreveu para o blog (apesar de ter conteúdo inédito). O que não é leve é a história. Várias vezes após ler o que a Cris escreveu liguei para o Fred correndo, ou fiz surpresa na faculdade ou ainda me convidei para almoçar com ele. Nunca sabemos o dia de amanhã e essa urgência da Cris de falar para o filho, me traz urgência de ser ainda mais intensa em meus relacionamentos (como se ainda fosse possível!), especialmente com meu querido companheiro.

Estou no trabalho e o lindo livro de capa branca está ao meu lado. Não tenho pressa de lê-lo, mas sei que terminarei ainda hoje. Não conheço a Cris (apesar de ter dado um beijo e ganhado um autógrafo), mas estou feliz por ela. Admiro muito quem consegue transformar dor em poesia. E como ela mesma me falou ontem: escrever ajuda muito. Acho que é por isso que escrevo tanto. Quando escrevo me dou a chance de ver um outro ângulo, de me enxergar melhor.

Se eu já fiquei emocionanda em ler essa história, imagine o Francisco quando crescer.

21 comments:

Pri C. Figueira said...

Olá!!

Já acessei algumas vezes esse blog, li algumas postagens que me emocionaram muito, que me fizeram chorar e refletir nos relacionamentos e no que tenho feito para estar com as pessoas que amo!!
Esse blog é uma lição de vida!
Gostei de saber que foi escrito um livro, com certeza é belissimo e emocionante, espero poder lê-lo!

Se quiseres dar uma olhadinha também em um blog que me emocionou muito, fez-me chorar ao ler a descrição e o tamanho do amor de uma mãe, dá uma espiandinha nesse, é lindo!

http://meusebastian.blogspot.com/

Bjs!

Soraia Alves said...

Nossa, não preciso nem falar que eu quero ler o livro né?!rs

beijos Iana!

Carolina Vilela said...

Minha irmã estava lá ontem e comprou o livro. Impressioante a história dessa mulher.

jeffao_araujo said...

Concordo com a Cris e contigo quando dizem que escrever nos ajuda muito.
Nos ajuda a expressarmos as nossas tristezas e alegrias; dores e curas.
O que mais me admira no simples fato de "escrever" é que quando termino um texto, sinto a sensação de liberdade.
Escrever liberta-nos.
Escrever liberta-nos de nós mesmos.

Quero ler esse livro tb.

bons bordados said...

o nome do livro é o mesmo nome do blog? eu encontro aqui em s.p.?

Cristina Silva said...

Ei Iana,
Eu ainda não acessei o blog mas vou fazê-lo. O pai do Francisco o filho da pessoa que escreveu o blog era filho do nosso pastor em BH (Igreja Batista da Redenção), quando ficamos sabendo da partida dele ficamos bem contridos. Que bom que ela está usando essa idéia do blog pra se espressar e também do livro. Gostei demais de saber da dica do blog. Vou ler desde o início. Na verdade a vida é um sopro, temos que aproveitar cada momento que Deus reserva pra nós.
Beijos pra você.

Ariana Almeida said...

Iana querida, moro em Nova York e cheguei ao seu blog atraves do blog do Marcelao (ele foi meu vizinho no Brasil). Nunca comentei nada antes, pois morro de medo desta onda de "tiete". However, I must say something: Amo ler o seu blog!! Quem sabe I-relevante tambem nao vire um livro um dia!!! A impressao que tenho eh que te conheco super bem...coisas de blog!!

dani said...

Iana td bem?
legal!!! o blog virou um livro.
quem sabe o seu não vira tb!!!

Já pensou, i-relevante. autora Iana Coimbra.
rsrs.

bJ, Dani.

Ana Mendes said...

Olá Iana,
Eu amo ler seu blog, ele já faz parte da minha semana..rs

Você escreve muito bem. Parabéns!Mesmo sem te conhcer pessoalmente, vejo a como alguém tão verdadeira, pois suas palavras transmitem isso "muita sinceridade e simplicidade".

Um grande abraço,

Amiga de Sampa

Maria Lúcia Gontijo said...

Oi Iana! Olha que coincidência: A Cris acabou de participar de um videochat para o www.uai.com.br aqui na TV Alterosa, onde trabalho. Não pude conversar com ela, pois estava na loucura da apuração. Também acompanho o blog há algum tempo. Não pude ir ao lançamento do livro, mas hoje depois do expediente irei comprá-lo. Que história, meu Deus. Que força! O Francisco quando crescer vai ficar muito orgulho da atitude da mãe, né? Muito lindo. Ah, a Cris também é colunista da revista Ragga, não sei se você já ouviu falar. Abraços.

Karoline said...

Iana seu blog já esta na lista dos que visito toda semana. Ele tem sido um instrumento de Deus para trazer a minha vida crescimento em varias áreas, nas suas simples palavras tenho aprendido muita coisa, vc n imagina o quanto. E sobre esta postagem este livro realmente deve ser maravilhoso, e pode vê nas suas palavras em relação a ser mais intensa nos seus relacionamentos o quanto preciso mim doar mais para as pessoas que mim cerca, pois quantas vezes não valorizo como deveria as pessoas que mim ama e amo.
Bjos

Ivy Garcia said...

Entrei na mesma hora no blog, e fui la no comecinho, ler, conhecer como tudo começou e chorei!
Chorei porque a autora nos ensina muito sobre o amor, e nós que muitas vezes nos entristecemos, ficamos irados com coisas tão pequenas...que vergonha eu sentí e pedí ao Senhor que me ensine amar de verdade amar querendo somente doar.
Abraços Iana, indicação pertinente d+++

An? Meu nome? said...

unnn Mais um pra minha lista. \0/ Mesmo sem ler já me identifiquei...
Sugestão sua, não preciso falar nada, né!

Ah! Também tenho urgência em falar uma coisa:

- VOCÊ É UMA BENÇÃOOOOOOOOOOO!!!

Ufa... rsrsrrsrsrrsrs
Deus te abençoe!!!

Ana Mendes said...

Iana,
Eu li o blog da Cris, caramba! Me apaixonei. Como sempre, uma bela sugestão!
E claro, como alguém que ama escrever, escrevi um novo post, até citei algo que vc escreveu no seu.
Estou deixando isso, para que ñ seja na invasivo, anti-ética..sei lá!

um abraço
Que Deus te abençoe

Paulo Victor said...

Oi, Iana. Mandei-te um email falando de um material que talvez vcs possam querer pra arquivo - caso ainda não tenham tido acesso.

Qualquer coisa, dá um toque que te mando. Se preferir, posso enviar tb via correio, pro escritório.

Abraço.

Ah! Depois dou uma lida no blog da Cris... deve ser interessante.

Anonymous said...

Olá Iana! Estou começando ter paixão pela leitura(Amo ler seu blog). Gostaria de saber se já leu algum livro de Brennan Manning e o que teria a dizer sobre ele? Gosto muito de suas indicações.

Bjs e obrigada.

*Nán!nh@* said...

Eu já tinha visto a história dela é em algum lugar, acho que numa revista... Mas não tive a oportunidade de acessar o site. Vou até aproveitar que o clima aqui no meu trabalho ficou tranquilo hoje e dar uma 'espiada'.

Cida Gama said...

Incrível a história dela né?
O que ela escreve no blog dá vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo, fora o Francisco que é muito lindo.
Queria muito poder ir ao laçamento do livro aqui em São Paulo, só que infelismente terei prova na faculdade.

bj

Cida

Iana Coimbra said...

Pessoal,

Que bom que vcs gostaram da dica!

Pri: Eu já li uma vez esse tb. Muito legal a forma que a mãe fala do filho.

Soraia: Leia!

Carol: Não vi a Helen. Acho que devemos ter ido em horários diferentes. Mas é impressionante mesmo.

Jeffão: É isso aí.

Bons bordados: Vai ter lançamento do livro aí na Saraiva. Olha no blog da Cris, está na lista dos que eu leio. O nome do livro é o mesmo.

Cris: Eu não sabia!!!! Fiquei chocada agora! Depois que vc me disse até fui vre o blog da Cris de novo e vi que tem fotos do Ivênio, mas eu nem me toquei... Pelo menos agora a Cris está envolvida com uma família que conhece o Senhor, né.

Ariana: Obrigada pelo seu comentário e pela sua visita! Volte sempre! Acho que o I-relevante não vira livro não.rs. Não tem conteúdo suficientemente bom para isso. Mas quem sabe um dia, né. ;)

Dani: Sei não, hein.rs.

Ana Mendes: Obrigada pelas palavras! Volte e comente sempre! Eu tb fiquei vidrada quando conheci o blog da Cris. Acho que é o efeito que ela causa nas pessoas. ;)

Maria Lúcia: Acho que ela tava em todas as mídias essa semana! rs. Eu já li algumas coisas dela, pq ela sempre fala no blog. Compra mesmo!

Karoline: Muuuuito obrigada pelas palavras.

Ivy: Que bom que vc gostou da dica! Adoro saber que as minhas indicações encontram eco!

An?: Adorei seu comentário. Muuuuuito obrigada. ;)

Paulo: Desculpe não ter respondido ainda! Mas eu quero sim! Me mande!!!

Anonymous: Assine seu nome!!! Obrigada pelas suas palavras. Nunca li esse autor, mas se vc ler, me diga!

Naninha: Leia e me fale!

Cida: Que pena, mas leia o blog que vale a pena.

Dê said...

ianaaaaaaa to um poquinhu sumida né
mas hoje me bateu uma saudade de ler o seu blog e aqui estou ....
agora não tenhu tempo de escrever muito ...mas é isso um abraço fica na paz
até algum dia rsrsrs

mariana franco said...

iana... eu já li... ou melhor.. devorei em alguns dias... com pausas pros soluçõs de choro.

beijo pra vc.