Tuesday, October 4, 2011

Matéria: Os últimos passos de Núbia

Núbia falou com a mãe um dia antes. Disse que faria uma entrevista de emprego pela manhã. A tarde iria ao dentista e que ligaria para contar as novidades. A estudante nunca ligou de volta. Quatro dias depois a mãe relatou o desaparecimento da jovem a polícia.

Essa foi a história da matéria que fiz e que está neste link. http://www.alterosa.com.br/html/noticia_interna,id_sessao=7&id_noticia=62122/noticia_interna.shtml

Ao gravar essa entrevista com a dona Jutelma meu coração ficou apertado. Ver o olhar vazio para as coisas da filha. A esperança da jovem reaparecer. E o pouco conhecimento sobre a rotina de Núbia. A mãe sofre... Não tira os olhos da porta, não sai de perto do celular. O medo de receber uma má notícia... ao lado da fé de que tudo vai dar certo.

Quando me despedi, com um abraço apertado (e o coração mais ainda), ela me falou as seguintes palavras: "Você vai trazer minha menina de volta para casa?". Respirei fundo, olhei dentro dos olhos sofridos, e respondi que adoraria ver a Núbia aparecer por causa da matéria...

Na ausência de notícias esperamos. Enquanto oro para que o sonho de dona Jutelma se realize. Tomara.

8 comments:

Carol Godoy said...

A partir de casos como esses que dá pra entender um pouco o porque que você diz sobre ''se reinventar a cada matéria''.
Só nos resta orar.

Dê said...

Por essas e outras que vale a pena ser jornalista né iana, que a vontade de Deus seja feita :/

Iana fiquei sabendo que vc não vai mais Dançar no diante do trono:/ quando vi isso na hora me lembrei que poderia saber isso de vc e se a pergunta não ti encomoda < é verdade?> :/
beijo

Thaty nogueira said...

Imagino o quanto seu coração ficou apertado... caramba, após férias merecidas pegar uma matéria dessas... pauleira hein! Separar o emocional do profissionalismo para fazer matérias assim deve ser complicado. Oremos para que Núbia apareça e sua mãe tenha um sorriso nos lábios.
Bjos mana linda!!!

Simone Alves said...

Que dor!
Dá uma aflição só de ler...

Que Deus continue te abençoando e dando forças a essa família.

Orando aqui!!
Bjs

* Bia _ de leo said...

Separar o emocional do profissional deve ser um desafio.parabéns .oremos pelo retorno

Luciana P. said...

Oi Iana!
Triste ver casos assim... como deve ser duro não saber o que aconteceu com alguém que tanto ama. A angústia é algo que corroi a alma. Espero que sua matéria ajude essa senhora a ter notícias da filha e que Deus a abençõe.
Legal sua iniciativa de publicar no blog.
bj!

908d63a4-f2c3-11e0-8382-000f20980440 said...

Iana,
I am so impressed by the awesome things you are doing and experiencing, very proud of you my friend.
Dane (from Maine)

Iana Coimbra said...

Carol: Isso mesmo, Carol.

Dê: Sempre vale a pena. Sobre dançar, foi uma decisão sensata. Minha vida mudou muito. Não incomoda.

Thaty: É complicado.... Tem dia que baqueio...

Simone: O que eles mais precisam agora é de força.

Bia: Sempre é.

Luciana: A ideia é publicar mais matérias por aqui.

Dane: Thank you for reading me!