Thursday, March 24, 2011

Para minha querida companheira

Relacionamentos diários não são fáceis. Nem todos os dias são felizes. Nem sempre os humores coincidem. O ser humano pode ser cruel. Há quem curta a competição e acredite que os efeitos positivos são maiores que os nocivos. E assim a vida caminha. Num ritmo de momentos alegres e nem tão bons assim.


Na convivência é difícil usar máscaras. E as faces bonitas e feias de cada um ficam visíveis. Às vezes até demais. Confesso que já senti inveja. Que já senti raiva e frustração. Porque relacionamentos reais são assim. E felizes são as pessoas que sabem reconhecer. Feliz é quem não tem medo de ser gente. De assumir o lado feio que todo mundo tem, mas que é mais confortável fazer de conta que não existe. Feliz é quem se confronta e sabe que errou. Sábio é quem não tem medo de pedir perdão.


Uma vez ouvi que o importante é como termina. E hoje essa frase ecoou nos meus ouvidos. Quero terminar bem. Como quem sabe reconhecer que a parte boa é sempre e infinitamente maior. Talvez tenha faltado a coragem de ser mais verdadeira. De ser menos política e mais honesta. De calar a picuinha e ser grande. De ser mais generosa.


Bom saber que podemos crescer e mudar. E para isso basta escolher.


Querida companheira, te vejo partir com o mesmo orgulho de quem te viu chegar. Você completou uma bela jornada. Com seus altos e baixos alcançou a redenção. E como boa observadora contemplo o seu novo caminho. Na lembrança ficam a risada, as histórias. Muitas idas, muitas vindas e um carinho sem fim. Você tentou e cuidou do mundo, mas o relógio andou. Agora é a hora de construir e protagonizar a sua própria história. E creio que cenas lindas virão. Imagens vivas e cheias de cor. Sem tons pasteis, mas com cores bem vibrantes e repletas de vida.


É o que desejo de todo meu coração. See you later!

10 comments:

Edilene said...

Que bom que vc voltou

Patrícia said...

Ei Iana, obriaga pelo carinho de ir até lá me responder, fiquei com meu coração tranquilo :)

Lindo texto, e o mais lindo é ver que ainda é possivel ter amizades lindas, sinceras e bem construidas. Sua companheira é uma sortuda de ter uma amizade assim com vc, que Deus abençoe o novo caminho dela.

beijos e é muito bom ver novos posts aqui!

Patricia

Luma e Luana said...

Que legal ver post novo! =)
...
É verdade! O que dizemos sempre conosco é que ter a consciência de quem vc é, do q vc faz ou deixou de fazer é a melhor coisa q possa existir. Pq acima de nossos acertos e erros temos q saber qm somos diante de Deus. As pessoas podem falar o q for de vc, n te entender, nem ligr p vc, mas se vc souber qm vc é, nada mais importa.
...
Parabéns pela sua amizade!
As verdadeiras amizades n são só de alegrias, de compreensões, mas muitas vezes de momentos de tristeza, raiva. No entanto são esses momentos n muito bons q fortalecem essas amizades.
...
Deus abençoe!
Ñ suma! rs
bjuu
Grande bjuu!

Tatiana. said...

Belo texto, Iana!
Tudo muito verdadeiro. Amei!

A gente tem a opção de escolher a mudança em nós, não é mesmo? Eu sinceramente tenho escolhido mudar, me dispor a isso, porque ser rude, mal humorada, orgulhosa, egoista, etc, é ruim demais! Estes sentimentos maltratam os outros e a gente também. Ainda bem que temos sempre a oportunidade de melhorar nossas atitudes, ainda bem...

Sabia que fico feliz quando você me responde via twitter? rsrs Parece bobo, mas são simplicidades como essa que deixam a gente alegre...

Beijo!

@tatianaolis

Ianna ir said...

Lindo texto Iana, vc é uma ótima jornalista e admirável cristã!!!

Ana Aluska said...

Incrivel,as formas que Deus usa para falar com a gente! Tenho passado por um tempo de descobertas e junto com elas vem a frustação de conhecer as pessoas como elas verdadeiramente são...Mas todos podem escolher crescer e mudar!! Obrigado Iana porque Deus verdadeiramente tratou comigo atraves das suas palavras,espero que continue escrevendo porque Deus te usa!! Beijos

lucas said...

Minha filhota, saudades mil de vcs, ja tentei ligar varias vezes mas nao te encontrei...espero ve-la em Dezembro. bjssssss

Angelica Castro said...

encerra-se aqui o i-relevante?

Julia said...

É meio ruim ter que ver as pessoas que amamos partir. Há uma música do Michael W. Smith que diz:

"Mas nós nos manteremos próximos como sempre
Não parecerá mesmo que você foi
Porque nossos corações em caminhos grandes e pequenos
conservarão o amor que nos mantem fortes"

Tenho certeza que a distância jamais apagará uma amizade, especialmente quando o Senhor é a base dela.

Beijos, muito bom ver vc escrevendo no blog novamente!

Fique com o Pai.

Júlia Caribé said...

oi, Iana (:
bem, há um tempo venho lendo seus textos.. nunca comentei, às vezes acho uma intromissão muito grande invadir assim o outro pelo que este escreve, mas, por outro lado, quem escreve e posta está sujeito e até gosta de ter opiniões alheias. pelo menos, é como me sinto.
enfim, sem demais abobrinhas, seus textos são lindos. não consigo achar um adjetivo melhor... só sei que me identifico muito, é como se alguém pudesse recolher um amontoado de idéias díspares e sensações confusas, para reunir em palavras que fazem sentido.
parabéns, não pare nunca de encantar com as palavras (: