Thursday, December 4, 2008

Crente?

Acho o crente muito prepotente. Pode ler a frase de novo porque foi exatamente isso que escrevi.

Temos a tendência de achar que só nós possuímos a verdade e que vamos salvar o mundo. O crente não salva ninguém. Quem salva é Jesus. Também existe a inclinação a achar que ninguém é bom o suficiente ou que somos seres superiores. Mas não é bem assim. Já vi muita gente mais honesta do que os que se chamam cristãos. Semana passada, em um almoço de negócios, me vi obrigada a pedir perdão a dois empresários do mercado secular pelo péssimo testemunho que eles vivenciaram com um parceiro cristão. Embaraçados eles me disseram que nunca lidaram com tantas pessoas que tem dificuldade em honrar os compromissos como nesse meio. Constrangida disse a eles o que digo agora: Deus não tem nada a ver com o que pessoas sem caráter fazem. Ele não tem nada a ver com a prepotência do crente.

Em nome dessa prepotência muitas famílias se dividem, porque às vezes o crente acaba se achando melhor dos que os que ainda não conhecem a Jesus, e se recusa a freqüentar aniversários, natais e encontros. Não é a toa que o crente fica com fama de chato e anti-social. É que esse crente se esquece que o Mestre não andava somente entre Seus seguidores. Creio que esse tipo de ser não entende que separação é diferente de segregação. Ser separado, como as pessoas gostam tanto de dizer, não significa se isolar do mundo, mas sim evitar a prática do pecado. Deu para entender como as coisas são diferentes?

É por isso que muitas vezes é embaraçoso dizer que sou crente. Não, não tenho vergonha de declarar minha fé e amor ao meu Deus, mas é constrangedor ser associada a pessoas que nem honram o nome que ostentam. Pelo contrário.

Moral da história, quando me perguntam se freqüento alguma igreja logo respondo: Claro. Sou crente. Mas não sou desse tipo que você está pensando.

Ninguém merece.

52 comments:

Ana Flavia said...

Ai...essa foi ótima Iana,concordo e assino embaixo.
Num vou nem comentar nada pq vc já disse tudo!!
Deus te abençoe!!bjss

Flor said...

Iana, infelizmente muitos "crentes" tem dificuldades em honra os seus compromissos e ainda se acham no direito de julgar alguém pelas atitudes, ou seja, acham que eles escolheram quem vai ou não "entrar" no céu.
Algum que vc escreveu mexeu um pouco comigo quando vc disse:e se recusa a freqüentar aniversários, natais e encontros. Pq tenho algumas duvidas em saber ate onde mim convém andar. Pq tenho amigos que n são crentes e sempre mim chamam p ir a uma festa ou a um bar, fico ate chateada de dizer varias vezes que n vou, pois têm certos locais q p mim n convém principalmente pq n nasci em berço evangélico e já freqüentei diversos lugares. Gostaria da sua opinião.
Desculpa pq escrevi muito
Paz

Tamires said...

Falou e disse!!

Marina said...

Disse tudo!

Também sou um pouco (muito) indignada com esse tipo de coisa. Ao mesmo tempo que vc está testemunhando o Amor, tem outro 'crente' pisando na bola, assim, queimando o filme do crente!

Gostei da sua frase.

Apesar de sempre passar por aqui, nunca comentei nada.
Seu blog é mto edificador e mto transparente. Good job!
Que Deus te abençoe.

Marina

Land of Marcelo said...

Vamo traduzir a sua frase pra um português mais correto... "Gente, crente é f...!" huauhauhauha

O pior é que essa 'prepotência'(e 'mal-caratismo', e falta de ética, e sem-vergonhisse) se revela como uma melecona no nariz... todo mundo ve e o/a mané nem percebe.

Quanto ao complexo de exclusividade da igreja (com 'i' minúsculo) eu postei uma frase do Agostinho de Hipo nos meus 'grãos de mostarda' que diz tudo: "Deus tem muitos que a igreja não tem e a igreja tem muitos que Deus não tem".

nms12 said...

Legal! Disse tudo!
Penso da mesma forma quando a bíblia diz que Jesus veio para os doentes, os pobres e oprimidos!
Aco que a situação é parecida!
Legal o post!
Ah! Tem previsão para virem a Vitória?
Grande beijo pra vc e sua enooorme familia! hehe
Deus abençoe!

Lu´s World said...

Boah, tenho que confessar que agora estou me tornando uma leitora de carteirinha aqui.
Concordo com o que você postou aqui. Para certas coisas é melhor até lidar com "näo-crente", infelizmente. Isso é lamentável porque alguns que se denominam e auto-nominam crentes näo estäo cumprindo seu papel principal que é de ser testemunha!
Quanto a freqüentar alguns locais com amigos näo-cristäos, acho que é bem relativo. Posso falar de mim mesma. Até algum tempo atrás eu era meio anti-social, so me "misturava" com cristäos e quanto aos meus amigos näo-cristäos, eu fui me distanciando. Mas Deus me deu uma sacudida, me jogou agua na cara pra eu acordar. Me mostrou que se eu quisesse ganhá-los pra Ele eu deveria ganhá-los primeiro pra mim, conquistar amizade e confianca e ai quando eles vissem a diferenca na minha vida, eles desejariam experimentar o mesmo Deus que transformou a minha vida. E ai sim, eu seria uma cristä de verdade.
Eu penso que se Ele quisesse que fossemos separados, no sentido de isolados do mundo, assim que nos convertêssemos Ele nos arrebataria e pronto,caso encerrado ne!?
Temos que "ser diferentes e fazer a diferenca!"

Uia, acho que me empolguei, sorry :P mas senti de escrever.

Abracäo
Luanna






PS: cara, estava lendo todo o Blog, você é do ministerio de danca "Mudanca" ?! Vi uma de voces, no congresso em Basel. Bless you girl! :D

Tássio Costa said...

irruuuuuuuuuuu'

Falou e disse Iana!

CONCORDO com tudooooo... muitos acham que nós crentes não podemos fazer nada, e somente ficar trancado dentro de casa.

CRENTE QUE É CRENTE anda por qualquer lugar, mas é claro, nos lugares que convêm andar!


ASSINO EM BAIXO DE TUDO QUE FALOU...


Abraçãããããoooo... =]

Aline. said...

Ola Iana.
Penso assim tb.
inclusive ontem no trabalho tive uma experiencia mais ou menos assim . vamos dizer que minha colega de trabalho estava escandalizada com alguns "crentes" da igreja. pq eles sao os que da mais trabalho. disse ela. e foi um debate longo depois. pq quiz explicar pra ela que esse tipo de crente nao tem caráter. e por ai foi..rs

Deus abencoe.

Ricardo Moraleida said...

engraçada e triste ao mesmo tempo essa situação... me lembrou um post que fiz há mais de 2 anos meu semi-falecido blog, mais de 3 anos depois da decisão de largar a igreja, quando percebi alguns comportamentos muito tristes nesse sentido, vindos de pessoas que eu (ainda) amo muito.

Talvez a minha categoria (a dos ex-crentes) seja a que mais sofre com isso, sabia? Principalmente aqueles que, como eu, não deixaram de respeitar os cristãos porque saíram da igreja, mas ao mesmo tempo passaram a ter que suportar esse tipo de atitudes de pessoas que nos consideram apenas um bando de almas perdidas perambulando por aí.

Acho que numa escala de "proximidade humana", respeito sempre tem que vir antes de amor. E taí, esse monte de gente que diz que me ama, e mesmo assim não me respeita. Complexo...

Viviane said...

Lamento juntamente com vc a prepotência de muios crentes que encontramos por aí. E seu comentário me fez lembrar uma frase do Gandhi que acho super bacana e coerente:

"A partir do momento em que me confiro o direito exclusivo de ter razão, usurpo uma função que compete à Divindade" (Mahatma Gandhi)

Anonymous said...

Olá Iana...
Nessa época do ano os "CRENTES" começam a aparecer e se excluem pq não frequentam festas de natal pq é "coisa do mundo" idem pro ano-novo. Não tinha parado pra pensar nessa idéia sabe, muitas vezes acho que me agi assim!!!
Idificante essa palavra!!! Até a próxima... uma pergunta... Qual é sua visão sobre o natal?

Rafael said...

Cara, ja esqueci o que ia escrer. Lembrei.

Eu simplesmente não consigo suportar crentes sem compromisso, sem testemunho, sem vontade de se aprofundar mais na palavra de Deus, que não se deixam ser mudados e tocados por Deus.

Pareceque sempre chego a conclusão de que as pessoas compromissadas na igreja, acabam sendo minoria, o que é uma lástima. É o famoso crente 3 esses: Sentado, Salvo e Satisfeito. rsrsrsrsrs. Meu pastor SEMPRE fala isso.

Ah e algo para sua meditação, quem falou isso foi Raimundo, o lider da juventude da minha igreja (e consequentemente meu líder).

"Rapaz, eu tava pensando em casa... Jesus era crente mesmo, né?"

jinhus,
Rafael9692

Paulo Victor said...

E isso é pq tava sem pique pra escrever! Imagina se tivesse inspirada! hehe.

Iana, talvez este tenha sido o texto de seu blog que mais tenha falado comigo. Muitos (se não todos) têm algo especial, mas este foi de uma sensibilidade e de uma verdade incrível.

É impressionante como vivemos isso em qualquer parte do país ou do mundo (eu, aqui em Brasília; você, aí em BH; e 300 leitores deste blog têm histórias parecidas), e as coisas continuam se repetindo. É muito triste ver "crentes" se escondendo atrás do título de cristão pra acobertar falcatruas. E o pior é quando isto acontece no meio de lideranças que ainda são protegidas pela falácia de "não toque no ungido de Deus".

Esse tipo de situação me dá nojo, de verdade. É triste ver a igreja sendo encarada pelo mundo como um meio sujo, e pior é ver que, muito infelizmente, há motivo pra isso.

Já vi desestruturação dentro de minha própria casa, por causa de coisas assim. Minha mãe, por exemplo, não é crente. E isto fez com que uma tia, melhor amiga dela por mais de 20 anos, simplesmente rompesse com ela, deixasse de converar por um bom tempo. Motivo? "Não me sinto bem naquele meio" (ou seja, no meio de não-crentes), em suas próprias palavras, que acidentalmente me deixou ouvir.

A igreja de hoje (sinto generalizar, mas grande parte dela) vive uma visão deturpada do que seja "santidade", e prende-se num mundinho gospel, onde só se ouve um tipo de música, só se lê um tipo de livro, só se fala um tipo de assunto e só se conversa com as mesmas pessoas. E eu pergunto: de que adianta uma igreja assim? Uma igreja que segrega (como vc bem coloca), que destrói família, que desfaz casamento, simplesmente por achar que a convivência humana harmoniosa com o diferente é por si só pecado e "mistura com o mundo".

Há aqueles que, num cúmulo, pensam que compartilhar momentos de alegria com "não-crente" (como vc sabiamente diz, às vezes mais honestos que muito crente - lembra de Ciro?) é abominável, é servir a dois senhores.

E quem esses crentes pensam que são? Semi-deuses? Criaturas perfeitas que devem se enclausurar em mosteiros para não se contaminarem com o resto do mundo? A galera prefere prender-se em cavernas ao invés de se tornarem sal da terra e luz do mundo.

Lembro-me das palavras de Francisco de Assis (que serviram de inspiração pra canção "live the life", do MWS) que diziam: ide pelo mundo e pregai o evangelho. se necessário, utilizem palavras. Quanta sabedoria! Um olhar amigo, uma palavra acolhedora, um sorriso, uma comunhão, simpatia: ações muitas vezes (senão sempre) são muito mais eficazes do que palavras vazias, na propagação do evangelho. Viver o evangelho é muito mais importante do que falar, mas o crente prefere o discurso ao comportamento real de amar o seu próximo. Pensam como os que interpolavam Jesus, antigamente, e ficavam perplexos por perceberem que o samaritano, surpreendentemente, era o próximo.

Os crentes de hoje não ouviram a parábola, e acham que próximo só é o cara que se senta no banco ao lado, no culto de domingo.

Triste, muito triste. E pior ainda é ver o crente se utilizando dessas carcaças pra conseguir ganhos pessoais, haja vista a quantidade de políticos corruptos que já se elegeram por serem "crentes". E é horrível pegar as estatísticas e perceber que a grande maioria desses políticos crentes já se envolveu com esquemas de corrupção.

Aqui em Brasília é uma vergonha. A Camara Legislativa do DF tem uma grande bancada de parlamentares cristãos, e quase a sua totalidade é ré em processos de corrupção, roubo, desvio de recursos, grilagem de terra e até mesmo assassinato. Mas são crentes, são intocáveis ungidos de Deus, e não podem ser alvo de julgamentos. Enquanto isso, são ovacionados em grandes eventos que promovem (pq parlamentar crente em bsb só apresenta projetos de destinação de recursos pra igrejas, nada mais), como aconteceu inclusive no show do Hillsong, que teve aqui há algumas semanas.

Só um exemplo triste (um "tristemunho"): lembra daquela ministração que vcs fizeram aqui, junto com o Christafari? O organizador do evento, da Brasilia Tour, foi denunciado semanas depois por ser favorecido com recursos públicos da secretaria de cultura e por corrupção. É triste demais.

Como vamos mudar isso? Sei que temos que começar em nós, nas nossas pequenas ações. Mas às vezes dá vontade de gritar! hehe.

Me empolguei... =/


Ah, Iana. Mudando de assunto, acho que descobri pq o youtube nao aceitou a entrevista da Ana em Maceió: ela tem 12 minutos, e lá só aceitam vídeos de 10. Vou dividir o vídeo pra postar e te mando o link. O problema é que quando ripei o DVD o audio perdeu a sincronia, e to meio enrolado com uns afazeres pra poder mexer nisso de novo. Mas assim que fizer, te passo.

Wallan Cristhian said...

Oi,A Paz querida.
Achei esse texto muito interessante e muito forte,um "tapa na cara" de muita gente,espero que ninguém pense que você o que você exemplificou: uma pessoa que se acha melhor do que todos e se coloca num pedestal.
Creio que a intenção do texto foi alertar o quão perigoso é agir dessa forma,que muitas vezes pode ser sutil em nossa vida.
No mais,Deus abençoe a todos vocês que acompanham o blog.

Jonatas Adan said...

Ironia mode on:

Que isso garota? Como você ousa a falar assim? Somos salvos, eles não. Conhecemos a verdade, eles não. Somus sal, luz e predestinados. Por falar nisso, como você consegue ir a um almoço de negócios com ímpios?

Ironia mode off.

IVY GARCIA said...

Infelizmente você tem toda razão...mas, AI DAQUELE POR QUEM VIER O ESCÂNDALO.

Pedro Resende said...

IsSoO Ai...e Te DiGo MaiS....Eh IsSoO Ai!

Deborah said...

Arrazou Iana ,falou tudo!!!God Bless you!

Renata Bartel said...

Nossa, concordo e assino embaixo.

Sempre me senti meio culpada por ter essa sensação dentro de mim. Mas é a pura verdade. Algumas pessoas com suas atitudes mancham toda uma "classe" e uma crença, deturpando a visão das pessoas. E nós, cristãos, temos que aguentar comentários, rótulos e gozações devido a essas pessoas.

Também me sinto meio envergonhada às vezes de dizer que sou crente, porque logo já vem a imagem denegrida na cabeça das pessoas.

Mas vamos perseverar e tentar mudar essa imagem. Somos crentes sim, graças a Deus!

Um beijo,
Renata

An? Meu nome? said...

" O que na verdade somos, o que você vê quando me vê. Se o mundo ainda é mal o culpado está diante do espelho..."

Na maioria das vezes as pessoas têm medo de dizer na cara o que você disse, se recusam a acreditar no que está escrachado diante de seus próprios olhos. Esquecemos qual é o verdadeiro evangelho e que nossas atitudes podem simplesmente barrar a ação do Espírito Santo em nós, mas o propósito Dele com os outros continua o mesmo. Se não nos deixamos ser usados Ele usa outro, até mesmo uma mula, ou um cabrito, um jegue, até uma joaninha, duvida? Eu não! Ai ow, adoro joaninhas, são tão lindas. =D

Iana, amo seu blog, viu. E amo sua disposição e coragem em dizer o que pensa baseando na palavra.
Beijão!!!

Edilene said...

Vc disse tudo!

Pior os que compram as coisas e dizem:
- Deus provera!
E Depois so chequinho que volta!

E Cont.........."To passando pela prova"

Lê said...

Infelizmente é verdade Iana.
Pior que não conhecer o evangelho é estar consciente do que diz na palavra e agir contra os PRINCÍPIOS de Deus.

Bjs!

Uerlle Costa said...

A mesma visão que tenho.
A grande maioria dos crentes se isolam e se limitam a viver numa vidinha anti-social,e as vezes sem expectativas de algo melhor e tendem ainda a achar que tudo isso é o que Deus tem pra eles.

Ninguém merece mesmo.!

Beijos IANA.!

Cida said...

Oi Iana, tenho um péssimo testemunho na minha familia, tanto que passei anos me recusando a ir para igreja porque achava que iria ficar igual, hoje eu oro para que o Senhor tenha misericórdia destas pessoas pois eu poderia ser uma perdida por causa delas, mas o amor do Senhor é maior que todas a coisas, é libertador, é lindo...
Muitas pessoas vivem no tempo da lei e esquecem de viver o tempo da graça do Senhor.
Um beijo

jeffao_araujo said...

"Ser separado, como as pessoas gostam tanto de dizer, não significa se isolar do mundo, mas sim evitar a prática do pecado."
Precisa de mais?
Ser SANTO quer dizer justamente isso: ser separado do mundo, e não alienado. Cristo pisou, andou, conversou, (etc) nessa terra mas naum pecou. Foi SANTO. Separado. Não precisou a todo momento dizer quem era (a não ser que vinhessem questiná-lo), pois suas atitudes apontavam para o Pai.
Devemos ser assim.
Devemos ser luz.
Devemos ser sal.

Muitos "crentes" "iluminam tanto" que ofuscam o brilho de Cristo em sua vida.
Muitos "crentes" "salgam tanto" que ficam simplesmente intragáveis.

Como dizia num comercial, "tá na hora de rever nossos conceitos".

DEVEMOS SER O REFLEXO DE CRISTO!
DEVEMOS SER EXEMPLO. DE BOA CONDUTA.

Rodrigo said...

Olá Iana! Também trabelhei no meio Gospel durante algum tempo, em uma distribuidora de cd's para ser mais exato. É incrível a quantidade de crentes caloteiros pelo Brasil afora e as vezes chegamos a nos assustar (provavelmente por puro preconceito) com a quantidade de pessoas que não são do nosso meio que são honestas que e que honram com seus compromissos. A diferença chega a ser gritante.

Tenho amigo que tem uma empresa que mechia com camisetas gospel, que partiu pro mercado secular em grande parte por causa disso.

E não é só nessa área não, vou fazer cinco anos de convertido e já vi tanto podre dentro da igreja que as vezes fico imaginando o que mais eu verei até a minha ida (espero que sejá oelo menos mais de 20 anos rsrsrs).

Eu era meio chato no inicio, me achava especial e queria beirar a perfeição, mas depois de tanto que vi e passei aprendi a ser mais humilde, vi que não eramos tão perfeitos como achavámos, vi que a perfeição que queriamos passar para o restante da sociaedade era uma farsa.

De fato não somos perfeitos, nunca fomos e só seremos quando formos para junto do Pai (glória a Deus, aleluia). Todos nós temos nossas falhas, nossos pecados e devemos ser os primeiros a assumir isso diante de Deus. Mas se somos pecadores assim comos os demais porque colocar uma máscara de santo do pau oco? Porque não bater no peito e pedir misericórdia como aquele carinha ao lado do farizeu que orava cheio de pompa?

Tive um pastor que achavámos que era o cara, ele falava com uma autoridade e tinha uma imponência que deixava a sua igreja completamente admirada. Até o dia em que todos descobrimos que o tal pastor (que era casado) mantinha relações com membras da igreja já havia mais de 4 anos, vazou até que uma das mulheres era esposa de um de seus discípulos. Um outro pastor que foi a igreja para ministrar a cura durante uma campanha foi pego no mesmo pecado pouco tempo depois (pregou até descalço pra mostrar que era humilde).

Entendo quando vc escreveu que as vezes é embaraçoso dizer que é crente!

As vezes sinto o mesmo...

Ps: Desculpa se escrevi demais.

Leila said...

Oi Iana,
Tudo bem?
Somos o Sal da Terra e a Luz do Mundo. Forte isso, né?
E tem uma música de Daniel Souza q diz: "Se o sal não salgar para nada mais presta, se a Luz não brilhar faltará testemunho..."
Então, o "crente" q diz q é e não vive de acordo com o que Pai ensina, que envergonha o nome de Deus, é um sal q não salga, logo, esse "crente" não presta!
Infelizmente, tem muita gente assim no nosso meio... cabe a nós orar e pedir pra Deus sabedoria pra não nos deixar influenciar e nem ser confundido com esses...
COmplementando o que vc disse, ser separados realmente não é vc se isolar, viver só com quem é da igreja, só com quem é cristão... pq luz não precisa brilhar no meio da luz, isso é fácil... temos mesmo que fazer a diferença no meio das outras pessoas que não conhecem a Jesus, e que não vive os mesmos principios que a gente... Ser Luz em meio as trevas!
Bom é isso,
Beijinhos,
Leila

Estava Perdida no Mar said...

Infelizmente, o crente tem este estigma mesmo. Mas de certas forma muitos crentes contribuem para que se pensem isso deles. Fora isso, acho q no geral quase todo mundo q leva a sério alguma religiaõ acaba achando q as outras pessoas que não professam da mesma religião estão no limbo. Enfim...
Complicado isso

Leandro Silva said...

Olá Iana!

Concordo plenamente com o que vc escreveu!

Um abraço!

AngelMi said...

Olá Iana,
Eu trabalho na área de Tecnologia e eles sempre dizem as mesmas coisas sobre os crentes... de fato muito não gostam nem de fazer negócio com crente por causa da fama de caloteiro e fofoqueiro. Isso é bem chato mesmo =/
Mas amei o que vc disse: "Claro. Sou crente. Mas não sou desse tipo que você está pensando."
Muito boa essa sua reflexão.
Mil beijos,
Mi

Ester said...

exatamente o que eu penso. só que vc consegue expressar ótimamente em palavras!

Ester said...

coloquei no meu orkut e vou colocar no fotolog. com os devidos créditos, é claro!!!!

Um absurdo: A biblia da princesa diana said...

Iana da uma olhada neste blog, que fala que estão pretendendo fazer em biblia da princesa diana.
http://sarahfarias.blogspot.com/
Estou lhe passando pq achei um absurdo e nós como igreja do Senhor precisamos esta informados de tudo que esta rolando no mundo.
A paz
Um abraço

Aline said...

Oieeeeee

faz um tempinho q nao comento aki hehehehe.

Vc leu meus pensamentos kkkkkk.Mas infelizmente e a realidade que acontece no nosso meio.E o nosso nome o nosso *filme*fika queimado.Eu sou ecletica qdo se fala de amigos converso com todos.Meu Pastor sempre fala isso.Que a maioria dos crentes nao tem compromisso quando se fala de negocios.Fika com o nome sujo na praça na cidade toda hehehehe.Ele diz que nao indica ninguem para um emprego por que quem paga o papo e ele por falta de responsabilidade da pessoa.

Quando algume me pergunta da religiao ja digo sou Evangelica Serva do Senhor ou nome da Igreja.
Crente pra mim e um nome muito forte que deram pra nos.
E outra Crente ate Satanas e kkkk

Amei o blog do Mudança assim fiko mais por dentro sobre o ministerio de vcs

Um Abraço

Luana e Luma said...

Oiiii Iana.
E ai cm vc esta?

Impressionante cm vc tem sempre algo novo e interessante a escrever. Gostams mtoo!

Td q vc disse é verdade!
E sb o q mais é chato do q vc disse?
É exatamente qdo vc tem q explicar, q n é igual a "certos crentes", sb?!

É cm vc disse, mtas pessoas n vao a uma igreja ou n aceitam a Jesus, pelo testemunho q muitos "crentes" dão.

+ Amém!

Deus abençoe!

Haa...c nem foi lá no blog! :(
Passa lá se der!. ;)
bjuss :*

Fabrícia nunes said...

Que legal Iana!! amei sua colocação em relação a palavra crente.
Infelismente é uma realidade que vivemos na sociedade,pois hoje ser crente virou um certo statu......e muitos tem envergonhado o cristianismo com sua postura.
Confesso que algum tempo usava esta colocação sua que era crente mas difernte desses cretinos rsrsrs
Quando me relaciono com as pessoas que não profere a mesma fé no trabalho, facu e na familia dou um testemunho diferente,não falo que sou crente de cara busco me portar de maneira que ele mesmo fica imprecionando com cristianismo.
Afinal! Quem sou eu para julgar o meu próximo? Já que tenho tanta falhas e estou sendo transformada de glória em glória.
Bjs e uma excelente semana.

Rafael said...

Just thinking hã?!

Q bom q há quem ainda o faça nessas bandas! Sintonizado sempre com a restauração q Deus quer operar através de nós, ficarei sempre de olho por aqui!

Rafael

leticia Helfstein said...

Sempre passo para dar uma olhadinha... gosto muito da sua sinceridade!
E AMEEEEEEEEEEEEI esse último post... ando pensando muito sobre "os crentes" e concordo plenamente com o q evc disse.
O povo para ser contraditório...
Gosto muito dos seus posts tb... porque eles são bem reais... to cansada de crente que vive como "alice no pais das maravilhas", como se a igreja fosse perfeita, o povo tem que abrir o olho e mudar ( começando por mim,)
Bjus

Mari Mel said...

Ei Iana!

Adorei sua visita no meu blog!
Sou apenas uma iniciante ainda...rs! Mas adoro escrever e ler, e seu blog sempre é uma inspiração, adoro ler seus textos, são bem escritos e inteligentes!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!
Beijosss,

Mari

Fer said...

Oi Moça
Saudades de passar por aqui...
mas fim de ano é correria total né?
to vendo q vc tb anda sem tempo, mas, férias chegando.....graças ao bom Deus....
rsrs
legal q vc vem dinovo pra ministrar o seminario no canzion....
nem consegui ir pra BH , tivemos chuvas fortes por aki, mas em 2009 se Ele permitir estou ai....
bjokas

RayanneSilvério ~~* said...

Falou e disse [2]

Deus abençoe :D


beeeeeeeejo ;*

Gabi said...

falou e disse tudo! nem tem o q comentar... e vc sabe bem a birra q tenho desse tipo de gente q se auto denomina "crente". preguiça deles!

Lilian said...

Oi Iana.
Não nos conhecemos ainda...
Na verdade não me lembro como cheguei até seu blog, mas achei muito interessante seus textos e inclusive até coloquei um em meu blog. Espero que não se importe.

Beijos e até mais.

Iana Coimbra said...

Que bom que vcs gostaram do meu "desabafo". Fiquei até com medo da reação dos comentários, mas fiquei feliz e triste por saber que encontrei eco no meio de vocês. Muito obrigada, de verdade, por todas as palavras. E as opiniões só enriquecem ainda mais a discussão. E adorei ver carinhas novas comentando. Bom demais!!!! Voltem sempre.

Algumas respostas...

FLOR: Tudo é permitido, mas nem
tudo convém. Isso aí é entre vc e Deus. Equilíbrio é a palavra.

Nms: A princípio não sei de nenhuma agenda. Mas no blog do Mudança a gente vai colocar se tiver.

Lu: Eu que estava em Basel. ;)

Mora: Que bom te ver por aqui!!! Eu te entendo. E é aí que entra o que falei: Deus não tem nada a ver com isso. Ele nos respeita demais e não força ninguém a nada. Nós é que não entendemos isso ainda.

Viviane: Amei a sua frase.

Anônimo: Assine da próxima vez, ok? Só autorizei pq foi um comentário legal. Mas sobre o Natal, acho que se é uma data que comemora o nascimento de Jesus, pq o povo briga tanto por conta disso? Comemora e seja feliz. Aproveite sua família.

Rafael: Dei boas risadas com seu comentário. Muito bom!!! Passarei a frase pra frente. ;)

Paulo: Seus comentários são sempre bem vindos. Quando tiver tempo, me mande o vídeo!

Edilene: Isso acontece demais!!!!!!

Jeffão: Adorei sua colocação sobre brilhar mais que Cristo.

Estava perdida...: Legal sua colocação, sobre todos acharem isso. Concordo.

Teca: Que bom seus comentários por aqui! Estava com saudade de lê-los! Aliás, obrigada por ter colocado o texto no fotolog e no Orkut. Vindo de você, é uma super honra!

Mari: Que bom!!!!!

Gabi: Somos duas.

Lílian: Desde que coloque os créditos, pode colocar sempre! BEm vinda!

susan soares said...

"Moral da história, quando me perguntam se freqüento alguma igreja logo respondo: Claro. Sou crente. Mas não sou desse tipo que você está pensando."


É, concordo plenamente contigo iana.
eu também já tive que falar essa frase algumas vezes...

E tipo concordo também em dizer ninguém mereeeeeeeeeeece

afff

Sem mais!

bjs da suh

Lu´s World said...

Bah, era tu que tava la entäo! O Congresso foi bencäo, Deus me ministrou muito...apesar da quantidade excessiva de flashes xD Aquele dia marcou, principalmente pq era meu niver...hehe...presente de Deus, meu.
Entäo falou, prazer em "conhecê-la" sister :)
Até breve em outros posts

*Nán!nh@* said...

Ai, mana... sei como é isso! Infelizmente muitas pessoas não gostam de crentes, bagunçam e falam mal por causa de certas atitudes. Resta fazermos a nossa parte para não envegonharmos o Evangelho.

Cris said...

Oi Iana,

Achei seu blog, o máximo.

Não pude deixar de rir ao ler esse post. "Crente prepotente"...

Logo me lembrei de você nos contando hoje, o porque de crente ser prepotente.

Tive que rir.

Você é ótima!

Beijos

Paty said...

Não sei se o meu post entrou, mas vou escrevê-lo novamente.

É verdade Iana. Esses dias mesmo meu pastor disse para a igreja: "Vocês acham que é fácil andar certinho"? Sabe, eu gosto muito do meu pastor e sei que ele é uma pessoa de Deus, mas será que ele pensa que só por ser pastor é que somente ELE anda certinho, paga tudo em dia, dá testemunho de vida? Como se em nosso trabalho secular não vivessemos também em novidade de vida, dando testemunho. Como se nós também não pagassemos o preço de uma vida integra e reta! Essas coisas que me fazem meditar, sabe? Lá fora é que é mais difícil ser cristão, ter um bom testemunho de vida. Enfim, é somente para meditarmos um pouquinho a respeito. Sei que nossos pastores, aqueles que realmente têm compromisso com a obra de Deus, pagam um preço, mas isso não quer dizer que nós também por não sermos pastores não tivéssemos que dar testemunho e viver uma vida reta, independente se somos ou não pastores! Pois é, ainda tem gente que pensa assim... mas cabe a nós orarmos por esse tipo de situação e ajudá-los a entender que a vida não limita-se as quatro paredes da igreja e que a igreja somos nós! Bjs. Paty.

Paty said...

Olá Iana...

É verdade mesmo tudo o que você escreveu! Infelizmente. Sabe, certa vez uma professora minha da faculdade, disse em sala de aula que um garoto ao encontrar uma quantia em dinheiro, foi e devolveu ao dono. Só que o dono do dinheiro queria recompensá-lo por sua atitude, então à ele: "Não faça isso. Não corrompa o menino". Sim, entregar a quantia faz parte da obrigação do garoto e ele não deve ser recompensado por isso, senão todas as vezes que fizer algo correto, achará que deve ser recompensado por sua atitude! E é exatamente isso que acontece com o "crente". Achamos que somos melhores que alguém quando fazemos algo correto. Achamos que devemos ser recompensados por nossas atitudes. Soltamos rojões! É exatamente o que você escreveu: Achamos que somos seres superiores e que devemos ser reconhecidos como tais! E o que falar dos que ainda não têm caráter para honrar os compromissos deles? Pior ainda. Escondem-se atrás do título de "evangélicos", "crentes" e acham que todos têm que serví-los.

Até hoje ainda não entendi direito de onde tiraram essa filosofia de vida! Pessoas que deveriam dar testemunho, o exemplo mesmo (não são todos, ainda existem pessoas que não fazem mais que suas obrigações em honrar seus compromissos) enfim, pessoas que só por serem "pastores", "filhos de pastores" acham que podem participar de um jantar, de algo sem pagar nada! É incrível isso, não é mesmo? Sem dizer quando soltam rojões nos altares detalhando seus compromissos e suas vidas. Como se não fossem suas obrigações assim procederem! Ah, sem contar a forma como acham-se superiores aos próprios membros quando dizem que vivem na "linha", "certinho" em tudo. Como se os demais cristãos, não dessem testemunho em suas vidas, em seus trabalhos seculares. Como se somente eles, líderes, fossem honrados! Como se só eles pagassem suas contas em dia. Como se só eles orassem e jejuassem. Como se só eles falassem de Jesus às pessoas. Mais que isso. Vivesse uma vida digna, de testemunho.

É muito mais difícil em se ter um testemunho de vida fora da igreja, que dentro das quatro paredes. E, acabamos por esquecer que a igreja somos nós mesmo! Sem falar que cada um tem um chamado, quer seja pastor, doutor, profeta, etc. E, nos esquecemos disso!

Acho engraçado pastores criticarem os que trabalham fora, que as vezes, não têm tido tempo para participar de TODOS os cultos, como se a vida da pessoa limita-se as quatro paredes da igreja. Como se a pessoa não fosse um testemunho lá fora também! Associam esfriamento espiritual com ausência na igreja. O que tem uma coisa a ver com a outra? Até hoje não entendi. Onde está a liberdade que Deus nos dá? Somos dignos independente de onde estivermos. Como se estar 24 horas por dia na "igreja" fizesse alguém mais ou menos santo. De onde viria o dízimo e a oferta se não tivessem os que trabalham fora? É engraçado isso, não é mesmo? Só para refletir... Claro que Deus provê tudo, ninguém aqui está dizendo que é na força do braço, ou no trabalho, mas Deus não fará cair coisas do ceu, para isso existem os trabalhos! Ah, sem contar que todo mundo hoje quer ser cantor evangélico, não é mesmo? Trabalhar e ser cristão lá fora ninguém quer! Bjs. Patricia.

vicksouza said...

Oi Iana, eu queria dizer que quando você tinha orkut, eu tava sempre ligadinha, e que eu sou uma das suas grandes admiradoras, mesmo, eu também danço no Fluir (ministério) e muita coisa eu me espelho em ti, eu sou a Vick. O que você escreveu nesse post é muito bem a realidade, eu também penso assim porém não sei se saberia me expressar de tal forma, muito bom! O teu blog é mara!

beeeeeijão!