Thursday, February 19, 2009

Marley, Jennifer, Owen, Nicole e Tereza.

Assisti Marley e Eu há um tempo, mas acabei não comentando aqui. Na realidade não achei o filme nada demais e apenas duas coisas realmente chamaram a minha atenção: o nariz torto do Owen Wilson e a boca inerte de tanto botox da Jennifer Aniston. Aliás, tive a mesma sensação ao assistir Australia, com a Nicole Kidman. O que elas estão fazendo com suas bocas? Será que é tão ruim assim se assumir como uma bela quarentona? Será que os produtores não percebem que por mais lindas que elas sejam e mais conservadas que possam aparentar, é ridículo mantê-las nesse tipo de papel?

Enfim, sempre que alguém me pergunta sobre esse filme eu faço as mesmas três observações:

1- A já feita acima.
2- Eu prefiro o livro, apesar da adaptação ter sido bem feita.
3- Sinceramente, na minha humilde opinião, o melhor cachorro do mundo não é o Marley. É sim a Tereza, a setter irlandês lá de casa. E pensando bem, era isso que eu queria dizer.

13 comments:

Cida said...

Eu não tive vontade de ler o livro e tenho agora menos vontade de ver o filme.
Enquanto uns não se importam com a aparência, como o caso do nariz torto do ator que eu já tinha percebido em outro filme, outros exageram.
Eu também não entendo pra que tanto botox!

beijo

Carolina Vilela said...

Eu gostei muito do filme, embora tenha achado que algumas cenas foram mto exageradas. A fotografia foi de arrepiar, principalmente qdo eles se mudam pr'aquela última casa. Ali foram as cenas mais lindas.

Vc viu o do Benjamin Button? Achei espetacular.

Paulo Victor said...

Oi, Iana! Bem vinda (é sem hifen agora, né? hehe) de volta!

Essa aí da foto é a Tereza? Lá em casa também tínhamos a mania de dar nomes próprios aos cachorros. Já tivemos Jaqueline, Douglas, Roberval, Vilmar... deve ser algo comum à geração TV Colosso... hehe

Quanto ao Marley, não conheço o livro e aquele trailer sem sentido da J.A. correndo atrás de um cão na praia não me chamou muito a atenção. Não vi por preconceito, admito.

Mas na última semana revi um filme ao qual tinha deixado de assistir no cinema também por preconceito. E perdi muito com isso.
Deixei "Dançando no Escuro" passar batito, pelo simples fato de ser estrelado pela Björk. Mas depois que coloquei o preconceito de lado, não consigo deixar de ver o filme (que ocupou lugar de honra entre os meus favoritos), em qualquer oportunidade. Será que aconteceria o mesmo caso eu resolvesse ceder ao Marley? hehe

Melo said...

Iana o blog do mudança ainda esta funcionando? Pq sempre entro só que faz tempo que vcs responderam alguma pergunta e tb que postaram.
Obrigada pela atenção.
E o blog do mudança é um local de edificação para nossas vidas.
Um abraço.

Soraia Alves said...

Eu gosto do Owen Wilson...tirando o nariz dele...
hahahahahahahhaha

Kathy said...

Finalmente alguém que, assim como eu, não viu nada de demais nesse filme. Ufaaaa...Achei até que eu tava com problemas...Hehehehehe...

Tava com saudades de vc...
Foi de novo pra poços???
Faz um tempãooo que não encontro a Larissa...

Bjs

Ivy GArcia said...

Olá Iana!!! Estava com saudades dos seus textos por aqui viu?Gosto muito do seu blog.

Acabei de ler "O encantador de cães", gostei muito ainda não li Marley e Eu mas me falaram que o encantador...é melhor.

Ótimo retorno, ótimo ano!
Bjo

PS, criei um blog depois, quando tiver um tempinho da uma olhada.
ivygarcia.wordpress.com
Ivy Garcia

Wallan Cristhian said...

Gostei do post,a melhor parte para mim foi: "Sinceramente, na minha humilde opinião, o melhor cachorro do mundo não é o Marley. É sim a Tereza, a setter irlandês lá de casa. E pensando bem, era isso que eu queria dizer. "
Um abraço para vc!

Livros de Augusto Cury said...

Ola! Iana. Já vê vc falar que não gosta de livros de alta ajuda e não a critico, pois todo mundo tem sua forma de pensar e tem liberdade para isto.
Mais comecei a ler um livro de Augusto Cury e estou gostando demais, você já leu algum livro dele? E o que você acha destes livros, caso já tenho lido.
Só estou perguntando por curiosidade, pois a veja como uma pessoa crítica em alguns aspectos e isto não é ruim, pois temos que pensar e darmos a nossa opinião.
Obrigada e não mim leve a mal.

Ana Flávia said...

saudade de conversar contigo!!Deus te abençoe!!
;)bjim

Iana Coimbra said...

Carol: Tô louca para ver. Acho que esse fds vai rolar. Aí comento aqui. ;)

Paulo: Sim, essa é a querida Tereza. E ela vem suceder uma série de outras "pessoas" que já habitaram o nosso lar. Sobre o Dançando no Escuro é um dos melhores filmes que já vi na vida. Adoro o Lars Von Trier, que é o diretor. Na época da facul fiz uma resenha sobre o filme, e acho que foi uma das melhores que já escrevi até hoje. Mas não se compara nem de perto ao Marley.rs. Ah, sobre o seu outro comentário, não foi um indireta para vc. De verdade. Foi um pensamento isolado. Se quiser, pode aparecer de novo. ;)

Melo: Ele vai voltar essa semana. ;)

Kathy: Fui não. O evento foi cancelado...

Ivy: Que bom que vc curte. Depois apareço lá. ;)

Wallan: Outro!

Iana Coimbra said...

Livros: Eu sei que sou crítica, e nem sempre me orgulho disso, pode ter certeza. Mas é que aprendi a não ter medo de dar minhas opiniões, desde que elas não firam as pessoas(o que nem sempre consigo... ainda). Mas eu não gosto do Cury. Não li, mas assisti a uma palestra por acidente e criei uma imagem dele. Posso até mudar, mas por enquanto não curto. Não vou falar minha opinião aqui para não influenciar ninguém. E acho que se ele te faz bem, leia! O importante é vc ser sincera com vc mesma. Beijos!

*Nán!nh@* said...

Eu também não gostei muito do filme, mas achei o livro precioso. Amo animais e acho que ler foi bem mais interessante do que assistir, principalmente por detalhes essenciais deixados de fora do longa. Ah, a Tereza é linda, mas a minha cocker spaniel é mais ainda! rsrsrs! Tem um álbum somente dela no meu orkut, mas posso enviar uma foto pra ti! huahua! Ei, vocë vem a Manaus dia 20???